Morning Call

Semana é decisiva para Haddad

Atualizado 27/11/2023 às 00:21:02

Por Rosa Riscala e Mariana Ciscato*

[27/11/23]

… Agenda cheia em NY, com PIB, Livro Bege, PCE e duas falas de Powell (6ªF). Na zona do euro, CPI e PMI industrial somam-se a discursos quase diários de Lagarde (BCE). Também a China divulga dados do PMI, enquanto a reunião da Opep (5ªF) deve mexer com o petróleo. Aqui, saem arrecadação (hoje, 10h30), IPCA-15 (amanhã) e produção industrial (6ªF). Mas é Brasília que dá o rumo dos negócios, em uma semana decisiva para Haddad, que começa com o julgamento dos precatórios hoje no STF e uma pauta de votações intensa no Congresso. Numa jogada ousada, o ministro convenceu Lula a vetar a desoneração da folha, provocando a ira de entidades e parlamentares e, agora, espera aprovar a MP 1185, que muda a subvenção do ICMS, a principal medida para elevar as receitas em 2024.

… Que o Congresso vai derrubar o veto integral é um desfecho que ninguém duvida, diante do forte lobby dos setores favorecidos, que já levou deputados e senadores a apoiarem em peso a prorrogação do benefício que expira no dia 31 de dezembro, até 2027.

… Haddad sabia disso quando quis dividir com o Legislativo a responsabilidade pelo equilíbrio fiscal. E Lula sabia ainda mais, porque não arriscaria os “milhares de empregos” que os 17 setores dizem que podem ser perdidos se o veto vingasse.

… Adotada em 2011 no primeiro mandato de Dilma, a desoneração da folha é um benefício que substitui a contribuição previdenciária patronal de 20% incidente sobre a folha de salários por alíquotas de 1% a 4,5% sobre a receita bruta.

… Um estudo do governo Bolsonaro, de 2020, indicou um impacto previdenciário de R$ 28,8 bilhões entre 2012 e 2015, enquanto pesquisa do IPEA, relativa ao mesmo período, apontou para a ausência de efeitos da desoneração na geração de empregos.

… Mas, se é fato que nenhum governo consegue mais tirar o que as empresas ganharam de mão beijada, também é verdade que precisará haver uma compensação desse custo que a União parece destinada a carregar até o fim dos tempos.

… Deputados e senadores podem contestar a inconstitucionalidade da prorrogação do benefício alegada pela Fazenda e pela AGU, como argumentou o ministro, mas não podem criticar Haddad por demonstrar zelo com o fiscal, tão cobrado do PT.

… Assim é que o veto deverá ter seu preço no Congresso, com a aprovação da medida mais importante para elevar a arrecadação, a MP que trata das subvenções do ICMS e que pode gerar um aumento de R$ 35 bilhões nas receitas no ano que vem.

… A Fazenda também espera que a derrubada do veto da desoneração venha acompanhada de apoio aos vetos do presidente Lula ao Carf e ao arcabouço fiscal, que os líderes partidários vinham ameaçando derrubar na semana passada.

… Haddad entrou na articulação e já fez as concessões às demandas apresentadas, para evitar que esses vetos fossem derrubados.

… Na Câmara, Lira pretende liderar uma semana intensa de votações, incluindo o avanço da reforma tributária, a votação da LDO/24 na CMO, a MP da subvenção do ICMS e a chamada “agenda verde”, antes da COP-28, em Dubai.

… Com relação à LDO/24, o governo espera que o relator, o deputado Danilo Forte (União), acate a emenda do líder do governo, Randolfe Rodrigues, que garante o aumento real de 0,6% nos gastos no ano que vem, independentemente de ter ou não atingido a meta.

… O parecer do relator da LDO pode ser votado na Comissão Mista de Orçamento amanhã (3ªF).

… Hoje, o relator da reforma tributária na Câmara, Aguinaldo Ribeiro, terá reunião com Lira e líderes partidários para definir o cronograma e eventual promulgação das medidas que foram consenso entre as duas Casas.

… No Senado, o governo quer votar o PL dos fundos offshores e exclusivos amanhã (que tem estimativa de arrecadação entre R$ 20 bilhões e R$ 25 bilhões/ano) e o das apostas esportivas na 4ªF (mais R$ 1 bilhão a R$ 5 bilhões anuais).

… Lideranças partidárias não descartam incluir o veto à desoneração da folha em sessão conjunta do Congresso prevista para amanhã (3ªF).

PRECATÓRIOS – Em outra frente, Haddad espera também que o Supremo Tribunal Federal atenda ao pleito da Fazenda para alterar em definitivo a forma como parte dos pagamentos de precatórios são computados na contabilidade federal.

… Dessa forma, espera quitar R$ 95 bilhões da fatura de precatórios acumulada desde a aprovação da PEC, via crédito extraordinário, ou fora do arcabouço. A conta é considerada uma “bola de neve”, com passivo que pode chegar a R$ 199,9 bilhões até 2027.

… O presidente do Supremo, Luiz Roberto Barroso, colocou a ação em votação no plenário virtual. Encerra-se hoje às 23h59.

… O clima entre o governo e o STF, que atingiu um pico de tensão com o voto do senador Jaques Wagner a favor da PEC que limita o voto monocrático na Corte, parece ter sido acomodado após um jantar de Lula com três ministros, na 5ªF à noite.

… O presidente convidou ao Palácio da Alvorada Alexandre de Moraes, Gilmar Mendes e Cristiano Zanin e, na conversa, anunciou que vai indicar à PGR o vice-procurador-geral eleitoral, Paulo Gonet, apadrinhado por Moraes e Gilmar.

… No Planalto, a sinalização de que Gonet será o escolhido foi entendida como o grande afago de Lula a Gilmar Mendes e Alexandre de Moraes, e com a capacidade de reconstruir as pontes dinamitadas por Wagner, segundo apurou o Estadão.

… Aos ministros do STF, Lula disse que não orientou Jaques Wagner, líder do governo no Senado, a aliar-se aos bolsonaristas e ao Centrão no voto “sim” à PEC. O seu apoio foi considerado decisivo para o texto passar no Senado.

… Na Folha, o Supremo aposta em Lira para segurar a PEC das decisões monocráticas na Câmara, mas os ministros já fazem saber que, se os deputados seguirem os senadores e aprovarem a emenda, a Corte tem maioria para invalidar.

… Ontem à noite, em entrevista ao Canal Livre da Band, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, disse que os ministros do STF agiram “acima do tom”, que é hora de discutir mandato para eles e defendeu que a desoneração da folha seja mantida.

… Pacheco admitiu no programa o que todo mundo já percebeu, que “sonha” em ser governador de Minas.

INDICADORES – Além de toda a tensão política no Congresso, os próximos dias serão movimentados no cenário doméstico pelos indicadores econômicos, com destaque para o IPCA-15 de novembro, amanhã (3ªF).

… A prévia da inflação oficial deve acelerar para 0,30% em novembro, contra 0,21% em outubro (pesquisa Broadcast). Saem ainda o IGP-M novembro (4ªF) e as prévias do IPC-Fipe (hoje, às 5h) e do IPC-S, na 6ªF.

… Em relatório divulgado na última 6ªF, o Bradesco acomodou a projeção para o IPCA deste ano dentro da meta, ao reduzi-la de 4,8% para 4,4%, número já menor do que a mediana de 4,55% do Focus, que sai hoje (8h25).

… A estimativa do Bradesco para a inflação do ano que vem foi mantida em 3,6%, com aposta de que o ciclo de baixa da Selic termine em 9,25%. Ficaram inalteradas as previsões para o PIB do ano (2,7%) e de 2024 (2,0%).

… A má notícia foi que o banco elevou a previsão para o déficit primário neste ano, de 1,0% para 1,4% do PIB.

… A arrecadação federal de outubro, que será divulgada hoje, às 10h30, e comentada pela Receita às 11h, além das contas do Governo Central, amanhã (3ªF), pegam o mercado financeiro em momento sensível no contexto fiscal.

… Do lado da atividade econômica, a produção industrial de outubro sai na 6ªF, junto com a balança comercial fechada de novembro. A semana tem ainda os dados de emprego (Caged de outubro na 3ªF e Pnad na 5ªF).

… Devido à operação-padrão dos servidores do BC, haverá atraso, pelo segundo mês consecutivo, na publicação de indicadores referentes a outubro, que deveriam sair esta semana, mas só serão publicados apenas semana que vem.

… A nota do setor externo, originalmente marcada para hoje, será publicada dia 5. Os dados de crédito passaram de amanhã (3ªF) para dia 6 e as estatísticas fiscais do setor público consolidado mudaram de 4ªF agora para dia 6.

ARGENTINA & BRASIL – Em carta-convite a Lula para a posse (dia 10), Milei amenizou o tom e falou em compartilhar a atuação e os laços com o Brasil. O chanceler brasileiro disse que a chance de Lula comparecer ao evento será avaliada.

… Mauro Vieira se encontrou neste domingo, no Palácio do Itamaraty, com a deputada eleita Diana Mondino e a futura chanceler da Argentina. Ela acenou positivamente sobre a relação com Brasil e o acordo Mercosul-UE.

LÁ FORA – Com o mercado mais do que convencido de que o Fed não subirá mais o juro, Powell fala duas vezes, ambas na 6ªF. A agenda tem ainda PIB/3Tri (3ªF), o Livro Bege (4ªF) e o PCE de outubro (5ªF).

… A curva das apostas no CME precifica para maio o início do ciclo de desaperto da política monetária nos EUA.

… NY ainda monitora esta semana o PMI final industrial de novembro medido pelo ISM e S&P Global (ambos sairão na 6ªF), além das vendas de moradias novas (hoje, às 12h), com previsão de queda de 5,8% em outubro.

ZONA DO EURO – Lagarde (BCE) tem discursos em eventos quase todos os dias desta semana, menos 4ªF. Hoje, ela fala às 11h10. Os comentários vêm antes do CPI de novembro (5ªF) e do PMI industrial (6ªF) do bloco.

… Durante evento na última 6ªF, a presidente do BCE disse que a luta contra a inflação na zona do euro ainda não está concluída, mas que houve grande progresso para retomar a meta de 2%, passado o choque da pandemia

… Vice de Lagarde, Luis de Guindos afirmou que a economia do bloco europeu pode ter desempenho pior do que o esperado e que o juro no nível atual por tempo suficientemente longo permitirá inflação na meta.

… O presidente do BC inglês (BoE), Andrew Bailey, fala na 4ªF, dois dias antes do PMI industrial do Reino Unido.

CHINA – Os dados do PMI industrial oficial (4ªF) e medido pelo setor privado (5ªF) em novembro vêm aí.

… Divulgado na noite de ontem, o lucro industrial subiu 2,7% na comparação anual de outubro, marcando o terceiro mês seguido de alta. Em setembro, porém, o dado havia mostrado expansão anual mais forte: 11,9%.

PETRÓLEO – Com quatro dias de atraso em relação ao cronograma inicial, devido às divergências sobre a oferta entre os produtores africanos (Angola e Nigéria), a Opep e seus aliados realizam reunião ministerial na 5ªF.

… A Capital Economics vê a extensão dos cortes voluntários dos sauditas e russos como desfecho mais provável.

PARADA ESTRATÉGICA – A frustração com a Black Friday (confira no Em tempo…) e o ruído político do veto da desoneração vieram a calhar para o Ibovespa testar alguma realização na 6ªF e devolver os 126 mil pontos, depois de dois pregões em alta.

… A pausa nos ganhos não esvazia a esperança no rali antecipado de fim de ano, que conta na retaguarda com a retomada do interesse estrangeiro. Pelo último informe da B3, de 4ªF passada, entraram mais R$ 2,33 bilhões.

… Os ingressos de capital externo em novembro somam R$ 15,369 bilhões e, no ano, estão em R$ 21,737 bilhões.

… No último pregão, o Ibovespa fechou em baixa de 0,84%, aos 125.517,27 pontos, com volume financeiro limitado a apenas R$ 17 bilhões, na liquidez esvaziada pelo pregão mais curto em NY depois do Thanksgiving.

… Dados preliminares mostrando que houve desaceleração nas vendas da Black Friday colocaram as varejistas entre as piores queda da bolsa: Casas Bahia (-8,62%), Magalu (-8,29%), Soma (-3,96%) e GPA (-3,00%).

… Entre as blue chips das commodities, caiu mal o comentário do presidente do Conselho Diretor do Instituto Aço Brasil, Jefferson De Paula, sobre a maior competição no Brasil com a entrada de aço importado da China.

… Vale (-0,85%; R$ 73,75), Usiminas (PNA, -0,77%) e CSN Mineração (-0,61%) ignoraram a alta de 0,61% do minério.

… No day after do anúncio pela Petrobras do plano estratégico para o período de 2024 a 2028, as ações da estatal não exibiram fôlego: o papel ON caiu de leve (-0,29%), a R$ 37,75, e PN teve elevação discreta de 0,28%, a R$ 35,27.

… Durante entrevista sobre o plano estratégico, Prates admitiu a chance de a Petrobras recomprar a Rlam (Landulpho Alves), refinaria vendida em 2021, e voltou a negar que Lula tenha pedido para baixar já a gasolina.

… Lá fora, no suspense pela Opep, o contrato do petróleo Brent para fevereiro fechou em queda de 0,94% e voltou à faixa de US$ 80, cotado a US$ 80,48, e o WTI do mesmo prazo registrou baixa de 2,02%, para US$ 75,54.

… Entre os principais bancos, só Bradesco terminou no azul, ainda repercutindo a troca de CEO da instituição: ON, +0,63% (R$ 14,29); e PN, +0,06% (R$ 16,16). Itaú caiu 0,55% (R$ 30,68); Santander, -0,81%; e BB, -0,12%.

O SUSTO – A decisão do veto integral de Lula à desoneração da folha de pagamentos também pegou o mercado de surpresa, e em um pregão morno. Mal ninguém falou, porque afinal de conta não dá para criticar o esforço fiscal de Haddad.

… Não houve estresse no câmbio ou na curva do DI, em dia de liquidez reduzida por aqui e em NY, no pregão de ponte entre o feriado de Ação de Graças e o final de semana. Mas o tema será monitorado no radar.

… Apesar das pressões fiscais, reforçadas recentemente pelo aumento da previsão de déficit primário para este ano, o dólar chega à última semana do mês com queda acumulada de quase 3%. Nos próximos dias, rola a briga da ptax.

… No último pregão, a moeda norte-americana colou no alívio externo e caiu abaixo de R$ 4,90 no mercado à vista, cotada a R$ 4,8984, em leve baixa de 0,17%. No câmbio futuro, o dólar para dezembro fechou em queda de 0,22%, a R$ 4,8990.

… No pregão esvaziado pelo meio feriado em NY, os juros futuros fecharam próximos dos ajustes da véspera. O dólar sob controle e o viés deflacionário do petróleo em queda neutralizaram o impacto da alta dos yields dos Treasuries.

… O DI jan/25 caiu a 10,455% (de 10,491% na véspera); jan/26, 10,190% (de 10,220%); e jan/27 estável em 10,355%. Jan/29 subiu a 10,780% (de 10,750%); e o jan/31, a 11,00% (de 10,990%). Jan/33 recuou a 11,080% (de 11,090%).

DÁ JOGO – Se ainda é cedo demais para o Fed começar a pensar em cortar o juro em maio, são os próximos indicadores nos EUA que vão dizer. Na última 6ªF, dois dados deram sinais contraditórios para a economia.

… Causou surpresa o PMI industrial em contração (caiu de 50,0 em outubro para 49,4 em novembro), quando se esperava expansão para 50,2. Já o PMI de serviços subiu de 50,6 para 50,8, acima do consenso de 50,7.

… Na soma entre as leituras dos dois indicadores, o PMI composto se manteve em 50,7, abaixo do esperado (50,8).

… Diante dos sinais divergentes dos resultados da atividade, os juros dos Treasuries subiram, mas o dólar caiu. O movimento confuso não valeu como tendência, no pregão sem liquidez e de fechamento abreviado na Black Friday.

… A taxa da Note-10 anos subiu para 4,469%, de 4,406%, mas segue longe da explosão para o pico de 5% observada no mês passado. O rendimento do T-Bond de 30 anos avançou para 4,601%, contra 4,546% na sessão da véspera.

… O euro (+0,38%; US$ 1,0939) ganhou terreno, após Lagarde repetir que a batalha contra a inflação ainda não foi vencida. Para o ING, porém, o discurso do BCE não passa de hedge e o juro será cortado antes do esperado.

… A libra ganhou 0,61%, para US$ 1,2601, e o iene caiu a 149,56/US$. O índice DXY recuou 0,38%, a 103,378 pontos.

… Sem direção única e com baixo volume, as bolsas em NY exibiram oscilações moderadas: Dow Jones, +0,33% (35.390,61 pontos); S&P 500, +0,06% (4.559,36); e Nasdaq, -0,11% (14.250,85).

… Nvidia caiu quase 2%, com notícias de que atrasará o lançamento de um chip de inteligência artificial à China.

EM TEMPO… Vendas do varejo brasileiro na Black Friday foram 2,1% maiores que no ano passado, puxadas pelas vendas online (+14,1%), enquanto o crescimento nas lojas físicas aumentou 0,7%, segundo o Índice Cielo de Varejo Ampliado (ICVA)…

… Os segmentos de Cosméticos e Higiene Pessoal e Turismo e Transporte tiveram as maiores altas, de 18,8% e de 15,2%, respectivamente, seguidos de Óticas e Joalheiras e Móveis e Departamento, com altas de 11% cada.

… Segundo a LINX, as vendas de lojas unicamente digitais expandiram 143% nesta Black Friday, com aumento de 143% sobre 2022. Já os varejistas que vendem em marketplaces registraram aumento de 90% nas vendas.

MAGALU. O vice-presidente de negócios da varejista, Eduardo Galanternick, afirmou que a empresa conseguiu ampliar vendas com ganho de lucratividade na Black Friday desse ano, que, segundo ele, “foi a mais rentável”, com “crescimento de dois dígitos”.

CASAS BAHIA. S&P Global revisou o rating de crédito de emissor da companhia, de “brA-” para “brBBB-“, com perspectiva negativa, e o rating das 1ª, 2ª e 3ª séries da 20ª emissão de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs) da Opea Securitizadora.

METALFRIO. Comunicou na 6ªF que o conselho aceitou a proposta da gestora WNT, dona de 80% da dívida financeira da Metalfrio Brasil, de transformar seu endividamento em ações, com aumento no capital da empresa em até R$ 774 milhões…

… O próximo passo é a aprovação da proposta em assembleia de acionistas, marcada para 18 de dezembro (Coluna do Broadcast).

BANCO DO BRASIL. Distribuirá R$ 976.866.000, a 0,34230647023 por ação, a título de remuneração antecipada aos acionistas sob a forma de Juros sobre o Capital Próprio (JCP), relativos ao quarto trimestre de 2023…

… Terão direito os acionistas posicionados na base acionária em 11/12; ações passam a ser negociadas “ex-direitos” a partir do dia 12.

ITAÚ. O conselho de administração aprovou o pagamento de juros sobre capital próprio (JCP) no valor líquido de R$ 0,210154 por ação…

… Será levada em consideração a posição acionária final do dia 6/12; as ações serão negociadas “ex-direito” a partir do dia 7/12.

PETROBRAS. Realizará nesta 2ªF (18h30), um webcast com a presença da diretoria executiva da companhia para apresentar o seu Plano Estratégico 2024-2028, que prevê investimento de US$ 102 bilhões no período de cinco anos, 30,7% acima do plano anterior…

… O foco maior será na área de Exploração e Produção (E&P), que ficará com US$ 73 bilhões ou 71,5% do total a ser investido…

… Em postagem no Twitter no sábado, Jean Paul Prates exibiu a sonda que irá perfurar o poço Pitu (Margem Equatorial) que, “depois, se tudo permitir, se for legal, vai também para o Amapá”.

PETRORECONCAVO. José Maria de Mello Firmo ocupará o cargo de diretor presidente após a renúncia de Marcelo Campos Magalhães, que possui mais de 30 anos de experiência na indústria de petróleo e já foi presidente do IBP e da Abespetro.

ENEVA. Enviou carta para a Vibra (ex-BR Distribuidora) para propor uma fusão entre as duas, que teriam a mesma participação na nova companhia combinada, operação conhecida como “merger of equals”, apurou o Valor com fontes.

COMERC. A comercializadora de energia concluiu o procedimento de formação do bookbuilding para a oferta de R$ 900 milhões em debêntures, anunciada no final de outubro. De acordo com a companhia, os papéis terão juros de 7,9171% ao ano.

ELETROBRAS. Propôs aos acionistas a incorporação de Furnas, tema que será votado em AGE convocada para o dia 29 de dezembro…

… Segundo a empresa, a incorporação é importante para viabilizar seu plano estratégico, que busca destravar alavancas de valor com a integração dos negócios. Como não há outros acionistas em Furnas, a operação não levará a um aumento no capital da Eletrobras…

… Conselho de administração aprovou também diretrizes estratégicas para o hidrogênio verde a fim de balizar sua atuação em relação às perspectivas de expansão da sua produção e uso na matriz energética nacional e global.

CEMIG GT. Subsidiária integral da Cemig manifestou interesse na prorrogação das concessões da UHE Theodomiro Carneiro Santiago (UHE Emborcação) e UHE Nova Ponte, mediante transferência de controle acionário das Usinas.

BANDEIRA VERDE. A Aneel informou que vai manter a bandeira tarifária verde acionada em dezembro, sem cobrança de custos extras, devido às condições favoráveis de geração de energia no País.

VALE. Tem até dia 1º de dezembro para apresentar defesa, junto à Justiça inglesa, na ação de contribuição movida pela BHP. O pedido da mineradora para recorrer em segunda instância foi rejeitado na 6ªF.

AÉREAS. Ministério de Portos e Aeroportos prorrogou por 15 dias o prazo para que as empresas apresentem plano de ações com medidas que possam levar à redução das tarifas no setor.

… Em contrapartida, o governo tem acenado às companhias com a possibilidade de redução do preço do querosene de aviação (QAV).

LLOYDS. Uma reforma do maior banco de varejo do Reino Unido pode colocar cerca de 2,5 mil empregos em risco (The Guardian).

AMAZON. Trabalhadores entraram em greve em vários locais da Europa (mais de 30), nesta Black Friday (Reuters).

AOS ASSINANTES DO BDM, BOM DIA E BONS NEGÓCIOS!

*com a colaboração da equipe do BDM Online

AVISO – Bom Dia Mercado, produzido pela Mídia Briefing, não pode ser copiado e/ou redistribuído.

Veja Também