Morning Call

Semana decisiva para a agenda econômica

Atualizado 03/07/2023 às 00:00:52

Por Rosa Riscala e Mariana Ciscato*

[3/7/2023]

… China divulgou mais um dado decepcionante da atividade, com recuo do PMI de junho. O mesmo indicador será informado hoje na zona do euro, Alemanha, Reino Unido e nos EUA, onde ressurgiu a esperança de que o Fed poderá encerrar o ciclo após mais um aumento do juro (e não dois), com a inflação do PCE trazendo boas notícias. Essa aposta dependerá do payroll (6ªF). Hoje, NY fechará mais cedo, para o feriado de 4 de Julho. Aqui, o cenário positivo para os mercados já projeta como majoritária a expectativa de que o Banco Central poderá iniciar o corte de juros em agosto com 50pb. Nesta semana, o avanço da agenda econômica na Câmara tende a sustentar o otimismo. Lira convocou sessão para esta tarde (16h), com o arcabouço fiscal, Carf e a reforma tributária na pauta.

… Ele já avisou aos deputados que se preparassem: o recesso só começa depois de tudo votado. E foi ao Twitter para dizer que havia antecipado a reunião do colégio de líderes, que aconteceu neste domingo à noite, na sua residência oficial.

… Para destravar a pauta, foi confirmada para esta 2ªF a votação do projeto do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), que recupera o chamado “voto de qualidade”, devolvendo à Receita Federal a vantagem do desempate.

… A pauta do plenário da Câmara está paralisada por esse PL, que tramita com urgência constitucional. Para que o restante da agenda, como o arcabouço fiscal e a reforma tributária, possa ser analisado, os deputados precisam tirar o projeto da frente.

… Também o arcabouço fiscal será analisado nesta semana, quando os deputados devem decidir se acatam ou não as alterações que foram feitas pelos senadores. Lira articula para garantir que o Fundo Constitucional do DF fique fora dos limites da nova regra.

… Além do fundo constitucional do DF, usado para o repasse de recursos para manter as forças de segurança em Brasília, o relator do arcabouço no Senado, Omar Aziz (PSD), tirou dos limites fiscais o Fundeb e as verbas para Ciência e Tecnologia.

… A alteração mais polêmica feita pelo Senado foi a permissão para haver despesas condicionadas no Orçamento/2024, aprovada por meio de emenda do líder do governo no Congresso, Randolfe Rodrigues (sem partido) – um pleito do Planejamento.

… As despesas condicionadas dariam ao governo Lula uma folga entre R$ 32 bilhões e R$ 40 bilhões no Orçamento do ano que vem, de acordo com cálculos da equipe econômica. Na prática, isso impediria que a peça orçamentária viesse com cortes em programas.

… O relator da reforma tributária, Aguinaldo Ribeiro (PP), e o coordenador do grupo de trabalho que se debruçou sobre a proposta na Câmara, Reginaldo Lopes (PT), também foram chamados para a reunião de líderes na residência do presidente da Câmara.

… O grande desafio será vencer as resistências para aprovar essa PEC, que Lira quer levar ao plenário na semana que vem.

… O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), reúne a oposição e, como escreveu a jornalista Adriana Fernandes, em sua coluna no Estadão, virou “a porta da esperança para todos os setores que são contra a reforma tributária”.

… Neste domingo à noite, enquanto Lira reunia os líderes para definir o cronograma da semana, no mesmo horário, Tarcísio recebia no Palácio dos Bandeirantes deputados federais da bancada de São Paulo para defender o adiamento da votação.

… O principal entrave se dá em torno da criação do Conselho Federativo, colegiado que vai gerir o Imposto sobre Bens e Serviços (IBS), a ser criado pela reforma tributária para substituir o ICMS (tributo estadual) e o ISS (tributo municipal).

… O governador de São Paulo teme perder autonomia na gestão dos recursos com o IBS, tem o apoio do Rio e de Goiás.

… Para compensar eventuais perdas geradas na arrecadação do ICMS, o governo Lula encaminhou na 6ªF ao Congresso um projeto de lei complementar para viabilizar o acordo com os Estados, que envolve R$ 26,9 bilhões.

… Um segundo fundo com aporte da União completará o montante de R$ 40 bilhões oferecido pela Fazenda. Mas os governadores não se dão por satisfeitos e querem R$ 75 bilhões/ano, valor acima do piso para as despesas com investimentos fixado no arcabouço.

… Presidente do MDB (43 deputados), o deputado Baleia Rossi avalia que o ambiente é propício para a votação da reforma tributária nos próximos dias, apesar da resistência de alguns governadores e de setores econômicos, que desejam adiá-la para agosto.

… “Vamos ser honestos, não precisa de mais de tempo. Ou a gente vota a reforma ou não vai votar a reforma. Não serão mais 15 dias que vão resolver a questão”, afirmou, ressaltando o empenho do presidente da Câmara, Arthur Lira.

… Já o secretário extraordinário da Reforma Tributária, Bernard Appy, rebateu os cálculos da Associação Brasileira de Supermercados (Abras) sobre o impacto de 60% na cesta básica, afirmando que eles “contêm erros” e não devem ser considerados.

… Ainda assim, o relator Aguinaldo Ribeiro (PP) admitiu ajustes no texto, como “uma ideia intermediária” à proposta dos Estados para que a unificação do ICMS com o ISS só ocorra em 2033. A cobrança da CBS está prevista para 2027, a do IBS, para 2029.

… Ele também afirmou que vai mudar o seu parecer para deixar claro que haverá uma trava de segurança para evitar o aumento da carga tributária global. A neutralidade da reforma é uma das principais demandas dos empresários.

… Em entrevista à GloboNews, o líder do governo na Câmara, José Guimarães (PT) sinalizou que o governo poderá trocar a titular do Turismo, Daniela Carneiro, para indicar o deputado Celso Sabino (União), “porque precisa ampliar sua base”.

… “Tem de ter uma recomposição e uma repactuação, o presidente que define. O presidente tem todas as informações e fará, se ele achar conveniente, as mudanças para manutenção da base.” Sabino tem o apoio dos aliados de Lira para assumir a pasta.

APOSTA EM 50PB JÁ É MAJORITÁRIA – Os esforços na Câmara para endereçar a pauta econômica antes do recesso coincidem com o momento de entusiasmo no mercado, diante do consenso de corte da Selic em agosto, depois de o CMN não ter dado susto.

… O levantamento Focus (hoje, às 8h25) já deve captar o impacto positivo do CMN nas expectativas para o IPCA e para a Selic. Em pesquisa Broadcast, as medianas para a inflação de longo prazo (2025 e 2026) caíram para 3,50%.

… Para a Selic, virou majoritária (60%) na curva a termo a chance de o Copom já abrir o ciclo de desaperto com meio ponto no mês que vem, contra 40% de probabilidade de 0,25 pp (cálculos do Banco Mizuho).

… As apostas indicam ainda Selic entre 11,50% e 11,75% no fim do ano e em 9% no término do ciclo de cortes.

… No mercado, continuam as revisões que antecipam para agosto o primeiro corte, depois do CMN, incluindo o Citi e BNP Paribas.

… De última hora, a surpresa com a segunda redução do preço da gasolina em menos de um mês pela Petrobras, na 6ªF, fortaleceu a convicção no mercado de que a taxa básica de juro poderá cair mais – e também mais rápido.

… A estatal baixou o litro da gasolina em 5,3%, apenas duas semanas após já ter sido reduzido em 4,6%. O corte veio justamente no dia em que terminou a desoneração dos combustíveis. Ainda o preço do GLP foi cortado em 3,9%.

… Antecipando-se a possíveis críticas de ingerência política na Petrobras, Jean Paul Prates negou nas redes sociais que a decisão de baixar os preços tenha sido uma tentativa de compensar o efeito da volta dos impostos federais.

… “Estamos tão somente acompanhando o mercado, sem o automatismo da estratégia anterior”, defendeu.

… Analistas calculam que o novo corte da gasolina deve tirar de 0,13 pp do IPCA em julho, abrindo cada vez mais espaço para que a inflação acumulada no ano se aproxime do intervalo de tolerância, perto do teto da meta (4,75%).

MAIS AGENDA – Hoje, sai o IPC-S fechado de junho (8h), que indica deflação de 0,20% na mediana, depois da alta de 0,08% em maio. As projeções, todas negativas, são de 0,30% a 0,11%. Amanhã (3ªF), tem o IPC-Fipe e, 6ªF, o IGP-DI.

… A balança comercial, que tem tido um papel importante no fluxo para o Brasil, diante da supersafra agrícola, deve indicar hoje (15h) superávit de US$ 9,50 bilhões em junho, após saldo positivo de US$ 11,346 bilhões em maio.

… Amanhã (3ªF), o destaque é a produção industrial de maio, com previsão de +0,1% em maio, de -0,6% em abril.

SERVIDORES DO BC – Iniciam, nesta 2ªF, mais uma operação-padrão, com paralisações parciais e lentidão na prestação de serviços. Sindicato destaca sucateamento da carreira, sem concurso, e com assimetrias contra outras carreiras.

… Campos Neto segue em férias nesta 2ªF; quem o substitui é a diretora de Assuntos Internacionais, Fernanda Guardado, que hoje cumpre agenda fechada à imprensa com a Quantitas (10h15), Warren (11h15) e Bradesco BBI (14h30).

LULA – Participa amanhã (3ªF), na Argentina, da 62ª Cúpula do Mercosul e Países Associados. O presidente terá, ainda, viagens para a Colômbia (no próximo sábado) e, provavelmente, para a Bélgica, neste mês (dia 17).

… Hoje, em Brasília, está prevista a sanção da lei de igualdade salarial entre homens e mulheres.

… Haddad participa, às 10h, no Ministério da Fazenda, da instalação da Comissão de Assuntos Econômicos do Conselho de Desenvolvimento Econômico Social Sustentável (CDESS), com transmissão ao vivo pelo YouTube.

LÁ FORA – A sensação deixada pelo PCE comportado, na última 6ªF, de que a alta do juro pelo Fed este mês será a última do ciclo (abaixo) ainda deverá ser testada esta semana pelo payroll de junho (6ªF) e pela ata do Fomc (4ªF).

… A chance de até dois apertos este ano – cogitada por Powell nos comentários dos últimos dias – acabou sendo esvaziada pela desaceleração do núcleo do PCE de 4,7% em abril para 4,6% em maio, abaixo da projeção de 4,7%.

… Também a leitura final do índice de sentimento do consumidor da Universidade de Michigan de junho revelou queda nas expectativas de inflação de 1 ano (de 4,2% em maio para 3,3% em junho) e 5 anos (3,1% para 3,0%).

… O dólar e os rendimentos dos Treasuries perderam terreno. Na ferramenta do CME, ainda continua muito elevada (84,3%) a chance de o Fed subir o juro em 25 pb no próximo dia 26. Mas depois disso, 69,1% acham que acabou.

… Em antecipação ao feriado de Independence Day (amanhã), os mercados financeiros fecham mais cedo nesta 2ªF em NY: as bolsas encerram às 14h e os Treasuries, às 15h. Mas a agenda dos indicadores econômicos será observada.

… Saem nesta 2ªF as leituras finais de junho do PMI industrial medido pela S&P Global (10h45) e pelo ISM (11h). O ritmo do setor de serviços será informado na 5ªF, mesmo dia do relatório ADP de emprego no setor privado nos EUA.

EUROPA – O PMI industrial de junho sai hoje também na zona do euro (5h), Alemanha (4h55) e Reino Unido (5h30).

… O mercado não tem dúvida que o BCE continuará subindo o juro este mês. Mas setembro agora virou dúvida, depois de, na 6ªF, o núcleo da inflação ao consumidor (CPI) em junho (5,4%) ter vindo abaixo da previsão de 5,5%.

… O PPI vem na 4ªF e vai todo mundo esperar por alguma sinalização de Lagarde, que participa de evento na 6ªF. 

… A inflação (CPI) na Turquia, sempre nas alturas, será informada na 4ªF. A Opep promove seminário na 4ªF. 

CHINA – Anunciou nesta 2ªF recuo do PMI/S&P Global industrial de 50,9 em maio para 50,5 em junho. Amanhã à noite, será divulgado o PMI composto (inclui indústria e serviços). Domingo que vem, tem CPI.

… Na 6ªF à noite o PBoC anunciou na ata da reunião de Política Monetária que quer prevenir os riscos de grandes flutuações do yuan, para atingir a estabilidade da moeda chinesa em nível “razoável” e “equilibrado” durante o segundo semestre de 2023.

… Segundo o documento, os dirigentes concordaram em intensificar a reforma do mercado de câmbio, mas esclareceram que a oferta e a demanda do câmbio estrangeiro estão “basicamente equilibradas” e que as reservas internacionais são suficientes.

… O PBoC também definiu parâmetros para outras medidas de incentivo à recuperação da atividade econômica da China, decidindo direcionar o investimento público e “estimular de forma efetiva” os investimentos privados.

… A ata do Banco Central chinês afirma que irá concentrar as ações no setor imobiliário, consumo doméstico de bens e serviços, inclusão financeira, transição verde, inovação tecnológica e construção de infraestrutura.

… Os dirigentes consideraram em suas decisões o cenário complexo da economia interna e externa, desaceleração na atividade global, inflação alta no exterior e efeitos do aperto de BCs de países desenvolvidos e a volatilidade no mercado financeiro internacional.

… A secretária do Tesouro dos EUA, Janet Yellen, viaja a Pequim na 5ªF para reuniões com altos funcionários.

NAVEGAÇÃO – Em uma nota diplomática, a China convocou países em desenvolvimento a resistirem a uma taxação sobre as emissões de carbono de navios e metas de descarbonização defendidas pela França e consideradas muito intensas e “irrealistas”.

… Segundo o Financial Times, Brasil, Argentina e África do Sul já se posicionaram contra a nova taxação voltada aos esforços climáticos, por entender que o adicional aumentaria os custos de exportação para os seus principais compradores de commodities.

AFTER HOURS – NY já estava fechada na 6ªF, quando cinco grandes bancos (Morgan Stanley, Wells Fargo, Goldman Sachs, JPMorgan e Citi) anunciaram aumento na distribuição de dividendos após os testes de estresse do Fed.

… No after hours, os papéis subiram 0,70%, 0,28%, 0,14%, 0,04% e 0,15%, respectivamente.

… Também a ação da Tesla pode repercutir hoje o recorde das entregas globais registrado neste domingo, com cortes de preços e descontos impulsionando a demanda, que chegou a 466.140 no segundo trimestre, acima das previsões da FacSet (445.000).

COMPRA BRASIL – Queridinho do momento, o mercado brasileiro está na carteira dos estrangeiros, diante da menor percepção fiscal, do início dos cortes da Selic contratado para agosto, das deflações em série e da força do agro para o PIB.

… “O México está caro, a Rússia não é opção [com a guerra] e a China tem mostra PMIs negativos, com atividade em contração”, resumiu um gestor ao Broadcast, justificando o nosso favoritismo entre os emergentes.

… O Ibovespa fechou a primeira metade do ano com o maior rali em quatro anos (+7,61%). O dólar afundou 9,29% no período, o alívio mais intenso em sete anos, para dar a medida de como os fundamentos estão fazendo a diferença.

… A bolsa brasileira protagonizou uma escalada no 2Tri: subiu 2,50% em abril, depois 3,74% em maio e 9,00% em junho, que marcou o seu melhor desempenho mensal em dois anos e meio, faturando a janela de otimismo.

… Se os EUA subirem menos o juro (só mais uma vez), na esperança que foi despertada na última 6ªF, o Brasil tem tudo para continuar surfando na onda do fluxo externo e despontando como boa oportunidade de investimento.

… Apesar de Petrobras e Vale terem roubado força do Ibovespa no último pregão de junho, o índice à vista caiu pouco (-0,25%), aos 118.087,00 pontos (mínima do dia) e continua disposto a brigar pelos 120 mil pontos.

… No pregão de virada de mês, trimestre e semestre, o volume financeiro se fortaleceu para R$ 32,7 bilhões.

… O novo corte no preço da gasolina pegou mal para as ações da Petrobras: ON mergulhou 5,13% (R$ 33,10) e PN, -4,83% (R$ 29,53). Os papéis operaram descolados da terceira alta seguida do petróleo (mais abaixo), que reproduz o dólar fraco.

… Mais um dado ruim na China (o PMI industrial oficial veio abaixo da leitura de 50 em junho) derrubou o minério de ferro no último pregão (-0,72%) e influenciou para o desempenho negativo da Vale (ON, -1,97%, a R$ 64,22) na 6ªF.

… CSN levou um tombo de 6,19% com o rebaixamento da recomendação de overweight (equivalente a compra) para neutro pelo JPMorgan. Renner também foi mal (-6,5%), após o BofA cortar a recomendação de compra para venda.

… O banco alertou sobre os impactos para o setor de vestuário do anúncio do governo de zerar o imposto de importação para compras de pessoas físicas até US$ 50. As varejistas não descartam medidas legais contra a decisão.

… Entre os papéis dos bancos, os sinais foram mistos na 6ªF. Itaú registrou leve queda de 0,25%, a R$ 28,42, e BB perdeu 1,30%, cotado a R$ 49,40. Mas Bradesco (PN, +1,73%, a R$ 16,45) subiu e Santander fechou estável (unit, +0,03%).

DARLING – A possibilidade de que, em algum momento nas próximas semanas ou meses, o dólar volte aos R$ 5, é considerada pelo mercado, já que a aposta de que a Selic caia para um dígito (9%) no final do ciclo de cortes do Copom afetará o carry-trade.

… Por enquanto, porém, está difícil de apostar contra o real, que na 6ªF subiu mais do que todas as principais divisas emergentes e de países exportadores de commodities. O petróleo mais caro ajudou, mas foi fator coadjuvante.

… Os verdadeiros protagonistas da força da moeda doméstica são o Brasil, que está indo bem, e os EUA, onde voltou à tona a chance de o Fed ser menos agressivo. Do ponto de vista do fluxo, juro menor lá é uma ótima notícia para cá.

… Neste contexto, o smart money seguirá explorando o diferencial das taxas e aproveitando os prêmios altos aqui.

… A inflação americana (PCE) abaixo do esperado abriu na 6ªF uma nova rodada de alívio no dólar em escala global.

… Em dia de disputa de ptax (-0,81%, a R$ 4,8192), os vendidos se deram bem, com o exterior tirando pressão. O dólar à vista fechou em baixa de 1,19%, cotado a R$ 4,7896, e terminou junho com queda acumulada de 5,59%.

… No câmbio futuro, o contrato da moeda norte-americana para agosto caiu 1,58%, negociado a R$ 4,8125.

… Combinada à perda de ritmo da inflação nos EUA, a gasolina mais barata da Petrobras ajudou a compor um cenário econômico ainda mais positivo no day after do CMN e afundou a curva do DI, especialmente na ponta longa.

… O mercado ganha cada vez mais confiança para apostar que o Copom não precisa economizar nas doses de corte da Selic e que a estreia do ciclo na reunião de política monetária do mês que vem (2/8) já pode ser com 50 pontos-base.

… DI jan/24 caiu a 12,850% (de 12,924% no dia anterior); jan/25, 10,745% (de 10,876%); jan/26, 10,090% (10,265%); e jan/27, 10,115% (10,322%). Jan/29 (10,420%, de 10,667%) e jan/31 (10,590%, de 10,838%) fecharam nas mínimas.

UM É BOM, DOIS É DEMAIS – O PCE mais fraco do que se esperava nos EUA não mudou a aposta de que o juro ainda vai subir pelo menos mais uma vez, em julho. Mas esvaziou a necessidade de o Fed estender o ciclo de aperto.

… Nada está fechado e garantido. Tem muito indicador importante ainda para sair até o outro Fed, de setembro.

… Mas o retrato do momento é que a inflação já não assusta tanto e pede só mais uma alta do juro, em vez de duas. Com a expectativa dovish de volta ao radar, o dólar e os juros dos Treasuries caíram e as bolsas em NY subiram.

… Estrela do último pregão de junho, a Apple (+2,31%) se tornou a primeira empresa a conquistar a façanha de ultrapassar a marca de US$ 3 trilhão em valor de mercado. As ações fecharam no recorde histórico de US$ 193,97.

… O Nasdaq subiu 1,45%, a 13.787,92 pontos, e registrou seu melhor primeiro semestre em 40 anos, com ganho acumulado de 31,73% no período. O índice eletrônico vem muito embalado pelas apostas na inteligência artificial.

… Ainda na 6ªF, o Dow Jones fechou em alta de 0,84%, a 34.407,60 pontos, e o S&P 500 subiu 1,23%, a 4.450,38 pontos. No mês, acumularam ganhos de 4,55% e 6,47%, respectivamente, enquanto o Nasdaq avançou 6,59%.

… Reativada a esperança de o ciclo de aperto do Fed terminar mais cedo, o índice DXY (-0,42%) furou o suporte dos 103,000 pontos (102,912). O dólar fraco levou o euro a subir 0,42%, a US$ 1,0912, e a libra (+0,71%) a US$ 1,2698.

… Com o mercado esperando agora menos do Fed, o juro da Note de 10 anos caiu para 3,806%, contra 3,846% no pregão da véspera. Já o rendimento do título de curto prazo (2 anos) oscilou pouco, de 4,869% para 4,866%.

PETRÓLEO – O barril do Brent para setembro subiu 1,21%, a US$ 75,41. O barril fechou o mês com ganho de quase 3,87%, mas no acumulado do ano cai mais de 12%. Apesar dos cortes de produção promovidos pela Opep, a demanda anda devagar.

… No domingo, o mercado de petróleo enviou um alerta à Arábia Saudita, que reduziu sua produção a partir deste fim de semana, e a todos que apostam que os preços da commodity estão prestes a se recuperar: “Não contem com isso”.

… As autoridades sauditas acreditam que a demanda superará a produção no final deste ano, dando início a uma recuperação que vai restaurar os preços. Analistas da AIE e dos bancos de Wall Street concordam que a demanda pode retornar no segundo semestre.

… Mas a China, maior consumidora de commodities global, tem frustrado direto as expectativas de retomada econômica mais rápida e desanimado os esforços e iniciativas isoladas dos sauditas para encarecer o petróleo.

EM TEMPO… Emissários do Conselho de Administração da ELETROBRAS indicaram ao Planalto a disposição de deixar o governo com três cadeiras no colegiado, informou Lauro Jardim/O Globo. Atualmente, a União tem uma das 11 cadeiras.

LIGHT. Licks Contadores Associados apresentou, na 6ªF à noite, o relatório inicial da recuperação judicial da empresa, em recuperação judicial. O documento aponta os créditos arrolados no total de R$ 7,506 bilhões e US$ 648,317 milhões…

… Segundo o relatório, os custos incorridos pela Light SESA, a distribuidora do grupo, foram maiores que os projetados pela Aneel por conta das perdas de energia e provisões para devedores duvidosos. A perda de energia somou 9.101 GWh em 2022.

COPEL. PT entrou na 6ªF com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) no Supremo Tribunal Federal (STF) questionando a operação de capitalização da companhia, que permitirá sua privatização nos moldes do que foi feito na Eletrobras.

AMERICANAS. Com a recém-anunciada troca de empresas de auditoria, a Americanas deve publicar os balanços pendentes em até dois meses, também por Lauro Jardim. A varejista precisa apresentar os dados de 2022 e reapresentar os números de 2021.

… Na 6ªF, a Americanas conseguiu derrubar na Justiça a imposição de “watchdog” – empresa que vigia operações de uma companhia com suspeita de irregularidades, revertendo a sentença obtida após uma ação movida pelos credores liderados pelo Itaú…

… Anna Christina Ramos Saicali, ex-diretora estatutária da Americanas, transferiu para seu filho as quotas de uma empresa com patrimônio de R$ 13 milhões, a menos de 20 dias da revelação da fraude contábil na varejista. (Folha)

MOBLY. Em comunicado no sábado, informou que a CTM Investimentos atingiu de forma agregada participação total de 21.202.200 ações da companhia, equivalente a 19,91% das ações ordinárias da empresa, após troca de gestão do fundo.

MERCADO LIVRE. Em um esforço para ampliar sua relevância na categoria de moda, vai trazer os vendedores da região do Brás para o seu comércio eletrônico. A empresa dará três meses de consultoria gratuita para o treinamento dos vendedores.

… A aposta nos pequenos e médios comerciantes de moda acontece em um ano em que a chinesa Shein entrou na mira do Ministério da Economia devido ao grande volume de vendas com pagamento reduzido de impostos em relação aos produtos nacionais.

… No sábado, o presidente do Instituto para Desenvolvimento do Varejo, Jorge Gonçalves Filho, informou que a portaria do Ministério da Fazenda com a zeragem da alíquota de importação para compras no exterior de até US$ 50 pegou o IDV de surpresa.

CARREFOUR. Anunciou na 6ªF que concluiu a conversão de 129 lojas compradas do Grupo BIG, um ano e seis meses antes do prazo planejado. O total de conversões, com 5 lojas a mais do que o contemplado, ficou dentro do investimento de R$ 1,9 bilhão.

… A expectativa é que os benefícios das conversões, especificamente no caso da bandeira Atacadão, apareçam no segundo semestre.

NATURA. Aprovou a venda da totalidade de sua participação acionária detida na Natura Brazil Pty para a Natura&Co Lux nos termos e condições do Share Purchase Agreement.

… Será feita também a transferência da obrigação de dívida externa da companhia emitida em maio de 2021, referente às notas vinculadas à sustentabilidade com taxa fixa de 4,125% e vencimento em 2028 para a Natura&Co Lux.

BR PROPERTIES. Em Assembleia Geral Extraordinária, aprovou a redução do capital social no montante de R$ 732,1 milhões e aprovou também o grupamento da totalidade das ações na proporção de 25 para 1 ação ordinária.

… Em fato relevante, a companhia argumenta que a nova redução de capital 2023 será realizada mediante a restituição aos acionistas, em moeda corrente de R$ 63,05/ação, considerando 11.610.812 ações ordinárias nesta data.

TENDA. Liquidou operações de venda de carteiras pró-soluto, no âmbito de duas operações de securitização de certificados de recebíveis imobiliários (CRI) emitidos pela True Securitizadora, com valor total correspondente a R$ 140,093 milhões.

RAÍZEN. Distribuidora de combustíveis convocou assembleias gerais extraordinária e ordinária para 26 de julho às 8h.

… Em fato relevante, a companhia esclarece que a assembleia de caráter extraordinário terá oito itens, entre os quais uma reforma do estatuto social, a ratificação do programa de recompra de ações de emissão e a incorporação da Saturno Investimentos.

… Já na Assembleia Ordinária, a pauta envolve decisão sobre o número de membros do Conselho de Administração, sua eleição, indicação de presidente do colegiado e seu vice-presidente, além da instalação e eleição do Conselho Fiscal.

TRANSPETRO. Pretende retornar ao mercado em janeiro de 2024 para as primeiras contratações dos navios de um novo programa de revitalização da frota, informou o presidente da companhia, Sérgio Bacci, em reportagem do Estadão.

ISA CTEEP. Diretor-presidente, Rui Chammas, disse que já firmou contratos com fornecedores e construtores para a construção dos ativos dos lotes 7 e 9 de transmissão conquistados no leilão realizado pela Aneel, na última 6ªF.

… Ao todo, eles adicionarão R$ 226 milhões em Receita Anual Permitida (RAP) à companhia.

RAIA DROGASIL. Conselho de administração aprovou a distribuição de juros sobre capital próprio (JCP) no valor total de R$ 102 milhões (bruto), para pagamento até 1º de dezembro de 2023, em data a ser fixada pela companhia.

… O valor bruto a ser pago por ação é de R$ 0,0594966458, considerando a posição acionária do dia 5 de julho. “Ex” no dia 6/7.

DASA. Discutirá com seus acionistas a proposta de incorporação ao Laboratório Médico Santa Luzia em AGE no dia 1/8, às 15h.

AOS ASSINANTES DO BDM, BOM DIA E BONS NEGÓCIOS!

*com a colaboração da equipe do BDM Online

AVISO – Bom Dia Mercado, produzido pela Mídia Briefing, não pode ser copiado e/ou redistribuído.

Veja Também