Morning Call

Reforma ideal é a reforma que passa

Atualizado 09/11/2023 às 01:54:38

Por Rosa Riscala e Mariana Ciscato*

[09/11/2023]

… Powell volta a falar hoje (16h) e a expectativa de que comente sobre a política monetária se renova, após não ter tocado no tema nesta 4ªF, quando o petróleo assumiu o protagonismo do dia, vindo abaixo dos US$ 80. Os sinais de enfraquecimento da economia global derrubaram o Brent, os juros e as petroleiras mundo afora. Aqui, Petrobras teve perdas na véspera do seu balanço, que sairá à noite junto com Bradesco e mais 14 companhias. Com a agenda esvaziada de indicadores, o investidor acompanha as palestras de Campos Neto (10h40), que ontem alertou para os riscos de mudança da meta fiscal, e de Diogo Guillen (Política Econômica), em evento do Itaú (11h). A aprovação da reforma tributária no Senado, ontem à noite, vem a calhar, em meio à piora da percepção com as contas públicas.

… A PEC passou em dois turnos no plenário por 53 votos (apenas quatro a mais que o necessário) a 24, e volta para a Câmara, com chance de ser promulgada sem as mudanças inseridas pelos senadores. Arthur Lira já defendeu o fatiamento.

… Segundo ele, o Congresso pode promulgar primeiro a parte da proposta que tiver consenso nas votações das duas Casas.

… A votação foi tensa para o governo, que viu alguns votos favoráveis do Centrão virarem na última hora, como do Republicanos e do PP, mesmo depois de mais uma série de mudanças do relator, Eduardo Braga (MDB), que ampliaram o rol das exceções.

… Entre os ajustes finais, incluiu o setor de eventos na alíquota reduzida (desconto de 60%), permitiu aos Estados criarem novo imposto para financiar a infraestrutura e aceitou uma “premiação” para os entes que aumentarem sua arrecadação com a reforma.

… Braga também estendeu benefícios fiscais a montadoras de veículos movidos a etanol, atendeu demandas do setor de energia e incluiu um dispositivo que prevê um cashback da conta de energia elétrica obrigatório para consumidores de baixa renda.

… No relatório preliminar, elevou em R$ 20 bilhões o valor do Fundo de Desenvolvimento Regional (FDR), que chegará a R$ 60 bilhões em dez anos, e estabeleceu que o Imposto Seletivo terá suas alíquotas definidas por lei ordinária, e não lei complementar.

… O texto aprovado traz uma trava para limitar o tamanho da carga tributária do País, definindo uma média da receita dos impostos que serão extintos (ICMS, ISS, IPI, PIS e Cofins) de 2012 a 2021 em proporção do PIB, que não poderá ser excedida.

… Em entrevista no Estadão, o economista Affonso Celso Pastore avalia que a reforma é positiva e vai na direção correta, com o IVA, mas disse que o Congresso pulverizado e o baixo envolvimento do governo contribuíram para distorcer a proposta original.

… A percepção de que esta foi a reforma possível, e não a ideal, não tira o mérito da conquista, que é um grande alento para o mercado.

O DÉFICIT – A reforma tributária chega em meio a um cenário fiscal estremecido pela polêmica da mudança da meta fiscal, que ganha proporções maiores com os resultados cadentes da arrecadação. Ontem, os dados de setembro aumentaram as preocupações.

… O déficit do setor público consolidado, de R$ 18,07 bilhões naquele mês, surpreendeu negativamente, perto do piso das estimativas do mercado (déficit de R$ 20,107 bilhões) e muito pior do que projetava a mediana do Broadcast, um superávit de R$ 9,6 bilhões.

… Para a Consultoria Tendências, as “sucessivas frustrações da arrecadação federal, bem como a expansão das despesas e ampliação do déficit primário acumulado, apontam para uma inevitável deterioração das finanças públicas em 2023”.

… Nesse quadro, o mercado torce por Haddad na guerra que o ministro trava dentro do governo pela meta zero, mas não está fácil.

A META – No Valor, o ministro Rui Costa (Casa Civil) não desistiu de emplacar um déficit de até 0,50% do PIB em 2024, tanto que pediu ao relator da LDO, o deputado Danilo Forte (União Brasil), para esperar por um movimento até o dia 16 deste mês.

… Em NY, o presidente do BC, Roberto Campos Neto, se manifestou pela primeira vez sobre os ruídos desencadeados pela declaração de Lula, afirmando que o custo de mudar a meta seria maior do que o benefício, pela incerteza gerada em variáveis macroeconômicas.

… Para RCN, uma mudança da meta pode ser interpretada pelos agentes como um “abandono” do novo arcabouço fiscal, que “tornaria muito mais difícil estimar o crescimento das despesas do governo nos próximos anos”.

A LUTA – Em busca de alternativas para convencer o presidente a não mudar a meta agora, Haddad negocia com Arthur Lira a aprovação de projetos que podem aumentar a arrecadação, entre os quais, a mudança na regulamentação das subvenções do ICMS.

… Essa é uma das principais apostas da Fazenda para chegar o mais perto possível da meta zero e evitar os cortes que Lula não quer.

… Segundo apurou o Broadcast Político, na reunião de lideranças da Câmara com o ministro, participantes ficaram com a sensação de que o presidente da Câmara “bancou” a medida. Se a aprovação ocorrer via MP, a estimativa de arrecadação é R$ 35,3 bilhões.

ROTATIVO – O BC recebeu novas propostas para limitar o prazo do rotativo e reparcelar dívida.

… Segundo a Folha, a Abranet (que representa parte das maquininhas) sugeriu que a fatura do cartão de crédito vencida pode ser reparcelada, somando-se à fatura dos meses seguintes, com juros menores que o rotativo.

… Já a Abecs (Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços) teria levantado a hipótese de se encurtar o prazo que o cliente que não paga a fatura permanece no rotativo, que hoje é de 30 dias.

… Assim, a fatura em aberto ficaria menos dias sob o efeito desse juro, que atualmente está em 441,1% ao ano. Não se definiu qual seria o novo prazo, mas o BC deve estudar simulações de um período de cinco e dez dias.

MAIS AGENDA – Já com os mercados fechados, Haddad participa esta noite (19h) de evento do Itaú e a Associação Brasileira de Bancos (ABBC) exibe, às 18h20, vídeo de Campos Neto gravado em 1º/11.

… Atrasado em um dia, sai hoje o fluxo cambial semanal (14h30). Pela manhã (8h), o BC divulga o Relatório de Estabilidade Financeira do 1º semestre. Às 10h, Carlos Vieira toma posse como novo presidente da Caixa.

MAIS BALANÇOS – Além de Petrobras e Bradesco, após o fechamento, saem B3, Cemig, CPFL, Cyrela, Energisa, IRB, Locaweb, Renner, PetroRecôncavo, Petz, Sabesp, Light, Rumo e São Martinho. Fleury não informou horário.

… Divulgados após o fechamento, os ADRs de BB (+0,58%) e de Minerva Foods (+1,23%) subiram no after hours em NY. Confira abaixo, no Em tempo… os resultados das companhias abertas reportados ontem à noite.

LÁ FORA – Antes de Powell, três dirigentes do Fed falam: Bostic (11h30), Barkin (13h) e Kathleen Paese (14h).

… Na noite de ontem, Patrick Harker, presidente do Fed de Filadélfia, disse que os EUA estão em um momento de desinflação “lenta, mas constante” e que o mercado de trabalho está chegando a um “equilíbrio maior”.

… Yellen (Tesouro) encontra hoje o vice-premiê da China, He Lifeng, para dois dias de reuniões bilaterais.

… Único dado previsto nos EUA, o auxílio-desemprego (10h30) tem previsão de +1 mil pedidos, para 218 mil.

… Na zona do euro, Lagarde (BCE) discursa às 14h30. ArcelorMittal divulga balanço corporativo. 

… México (16h) e Peru (sem horário informado) divulgam as suas decisões de política monetária.

CHINA HOJE – Inflação ao consumidor (CPI) teve queda anualizada de 0,2% em outubro, próxima da previsão de -0,1%. Preços ao produtor (PPI) seguiram em deflação (-2,6%), praticamente em linha com o esperado (-2,7%).

AFTER HOURS – Walt Disney disparou 3,31%, após publicar lucro líquido de US$ 264 milhões no 4Tri fiscal.

O BODE NA SALA – Dois drivers combinados (petróleo e juros dos Treasuries em rota de queda) esvaziaram prêmio no DI. Mas a impressão é que a curva teria caído ainda mais, não fosse o pano de fundo fiscal negativo.

… O alerta de RCN de que a mudança na meta pode trazer mais custo que benefício, além do déficit do setor público consolidado em setembro no dobro do esperado, comprovam a vulnerabilidade das contas públicas.

… Para o Goldman Sachs, é alta a chance de Haddad levar a pior. Em relatório, o banco apontou cálculo de déficit fiscal de quase 1% no ano que vem, diante do compromisso fraco do governo com corte de gastos.

… As eleições municipais em 2024, segundo a instituição financeira, também adicionam risco fiscal ao Brasil.

… No fechamento, caíram para as mínimas os contratos de DI para jan/26 (a 10,560%, de 10,606% na véspera) e o jan/27, a 10,660% (de 10,757%). O jan/29 pagou 11,030% (de 11,131%) e o jan/31, 11,220% (de 11,327%).

… Próximos à estabilidade, o jan/25 terminou em 10,795% (de 10,796%) e o jan/24, em 12,002% (de 12,005%).

… A Moody´s elevou nesta 4ªF a previsão para o crescimento do PIB do Brasil deste ano de 2,3% para 3% e também revisou em alta a estimativa de expansão da economia doméstica em 2024, de 1,5% para 2,0%.

… A reforma tributária e o investimento em infraestrutura elevam o potencial do País, avalia a agência de risco.

… Com o risco fiscal no alvo de atenção, o dólar à vista parou de cair, quebrando a sequência de cinco quedas consecutivas, para voltar à faixa de R$ 4,90 e fechar em alta de 0,66%, negociado a R$ 4,9071 no fechamento.

… No câmbio futuro, o contrato da moeda norte-americana para dezembro subiu 0,75%, para R$ 4,9190.

ESPERANDO PARA VER – Além de o suspense por Powell ter sido arrastado por 24h, o Ibov também monitorou a lista de exceções da reforma tributária e operou dividido entre o fôlego dos bancos e a fraqueza da Petrobras.

… Na máxima intraday (119.975,84), o índice à vista da bolsa doméstica quis reconquistar os 120 mil pontos. Mas, se de um lado, a tentativa foi frustrada, de outro, o Ibovespa deu um jeito de segurar os 119 mil pontos.

… Fechou no zero a zero (-0,08%), aos 119.176,67 pontos, com volume financeiro de R$ 23,5 bilhões.

… Mesmo depois do tombo da véspera, o petróleo não freou as perdas, furou US$ 80 ontem e acentuou as perdas das ações da Petrobras na véspera de seu balanço: ON, -2,36%, a R$ 36,76; e PN, -2,15%, a R$ 34,17.

… Nem parece que tem guerra, com o Brent para janeiro nas mínimas em quatro meses, a US$ 79,54 (-2,53%). A preocupação com a demanda global e o salto nos estoques dos EUA têm ajudado a enterrar o preço do barril.

… Ainda entre as commodities, o minério subiu 1%, puxado pela notícia de que a Ping Na, uma das maiores seguradoras da China, poderá comprar o controle acionário da Country Garden, em dificuldades financeiras.

… O impulso, porém, não contagiou a Vale: +0,07%, a R$ 70,13. Já entre os bancos, à espera de seu resultado trimestral hoje, Bradesco subiu 0,53% (PN, a R$ 15,23) e 0,67% (ON, R$ 13,44). Itaú ganhou 0,45% (R$ 29,11).

… Santander se sobressaiu no setor, disparou 2,87%, a R$ 29,41, e figurou entre os maiores ganhos do Ibov.

… No ajuste final da sessão, as ações da Ultrapar (+7,27%) alcançaram o topo do ranking positivo, minutos antes de sair o balanço. Em seguida na lista, Totvs ganhou 5,65%, a R$ 30,31, apoiada nos resultados do trimestre.

… Também repercutindo os números reportados ontem, Tim se destacou entre as maiores altas: +4,04%.

… No lado negativo, Dexco (-12,19%) teve a pior queda do pregão, depois o lucro recorrente ter caído 41,8%.

QUEM CALA CONSENTE? – Se o silêncio de Powell ontem sobre a política monetária foi uma autorização velada para as amplas apostas no mercado financeiro de que o ciclo de altas dos juros já acabou é o que ainda se verá.

… Mas antes que ele fale hoje de novo, as taxas dos Treasuries já acionaram uma nova rodada de alívio, seja por causa do efeito técnico de um leilão de títulos ou pela expectativa dovish para o Fed (ou as duas coisas juntas).

… No trecho mais longo, o rendimento da Note-10 anos recuou para baixo de 4,55%, a 4,516%, contra 4,569% no pregão anterior, e o T-Bond de 30 anos pagou retorno menor do que 4,65%: 4,641%, de 4,736% na véspera.

… Apesar da trégua estendida dos bônus do Tesouro americano, as bolsas em NY fecharam de lado.

… A frustração com Powell favoreceu a pausa em Wall Street. Mesmo tendo subido quase nada (+0,10%, a 4.382,78 pontos), o S&P 500 engatou seu oitavo dia consecutivo de ganhos, driblando uma realização de lucro.

… O Dow Jones caiu 0,12%, aos 34.112,27 pontos, e o Nasdaq ficou estável (+0,08%), a 13.650,41 pontos.

… Neste momento em que se começa a projetar o timing do primeiro corte de juro pelo Fed, vêm à tona avaliações de esgotamento gradativo do impulso do dólar, embora o quadro para o euro não ande tão melhor.

… A fraqueza dos últimos indicadores na Europa joga contra a moeda. O presidente do Eurogrupo reconheceu ontem que a economia perdeu ímpeto, mas disse não ver razão para esperar “profunda e prolongada” recessão.

… Nos EUA, o Société Générale projeta queda do dólar em 2024, com a economia mais fraca e Fed mais flexível.

… Já o Goldman Sachs destaca que há risco limitado (15%) de uma recessão econômica nos EUA. “Sem um adversário claro para a história de crescimento dos EUA, o dólar deverá permanecer forte”, prevê o banco.  

… O índice DXY oscilou marginalmente ontem (+0,05%), aos 105,593 pontos, com variações pouco expressivas do euro (+0,10%, a US$ 1,0709) e da libra (-0,11%, a US$ 1,2286). Já o iene caiu 0,42%, para 151,02/US$.

EM TEMPO… BB teve lucro ajustado de R$ 8,8 bi no 3TRI23 (+4,5% s/ 3Tri22); carteira de crédito somou R$ 1,07 tri no 3TRI23, alta de 10% s/ 3TRI22; inadimplência (90 dias) ficou em 2,81% no 3TRI23, ante 2,34% no 3TRI22…

… Citi manteve recomendação de compra para BB, com preço-alvo de R$ 74; banco considerou que os resultados do 3Tri, apesar de afetados pelo caso Americanas, vieram “melhores do que parecem” em uma primeira leitura.

CAIXA SEGURIDADE registrou lucro líquido recorrente de R$ 916,6 milhões no 3TRI, alta de 19,6% na comparação anual; receitas operacionais somaram R$ 1,203 bilhão, crescimento de 15% em relação ao mesmo período de 2022.

3R PETROLEUM registrou prejuízo de R$ 77,4 milhões no 3TRI e reverteu lucro de um ano antes; Ebitda ajustado somou R$ 828,6 milhões, alta de 330,1% ante mesmo período de 2022.

BRASKEM. Adnoc ofereceu R$ 10,5 bi por 48% do capital e controle compartilhado com Petrobras. (Broadcast)

VALE. Incêndio em trem da mineradora no Maranhão interrompeu transporte de minério de Carajás (PA).

MINERVA teve lucro líquido de R$ 141 milhões no 3TRI23, queda de 0,3% s/ 3TRI22; Ebitda somou R$ 713,7 milhões, queda de 11,5%; receita líquida caiu 16,2%, para R$ 7,06 bilhões.

GRUPO SOMA registrou lucro líquido de R$ 98,8 milhões no 3TRI, queda de 3,2% na comparação anual; Ebitda somou R$ 204,3 milhões, recuo de 2,9% em relação ao mesmo período de 2022.

ALPARGATAS teve lucro líquido normalizado de R$ 4,6 milhões no 3TRI23, queda de 90,1% s/ 3TRI22; Ebitda normalizado somou R$ 76,9 milhões, recuo de 58,2%; receita líquida caiu 17,8%, para R$ 896 milhões.

GUARARAPES reverteu lucro do 3TRI22 e teve prejuízo líquido de R$ 70,7 milhões no 3TRI23; Ebitda consolidado somou R$ 183,8 milhões, queda anualizada de 21,7%.

GRUPOS CASAS BAHIA registrou prejuízo de R$ 836 milhões no 3TRI, alta de 311% na comparação anual; Ebitda ajustado ficou negativo em R$ 66 milhões no mesmo intervalo.

MÉLIUZ saiu de prejuízo no 3TRI22 e teve lucro líquido consolidado de R$ 7,6 milhões no 3TRI22…

… O conselho aprovou convocação de AGE para deliberar sobre redução do capital no valor de R$ 210 mi, com chance de remuneração a acionista ficar em R$ 2,44/ação, levando em conta o volume total emitido pela empresa…

… A AGE, porém, está condicionada à conclusão da venda do Bankly, braço de pagamentos da empresa, para o banco BV, disse o diretor de RI e de Governança da Méliuz, Marcio Penna.

AMERICANAS. B3 determinou que varejista não pode usar selo do Novo Mercado, nível máximo de governança.

CBA teve prejuízo de R$ 263 milhões no 3TRI23, revertendo lucro de R$ 100 milhões no 3TRI22; Ebitda ajustado somou R$ 46 milhões, queda de 86%; receita líquida recuou 17%, para R$ 1,863 bi.

OI registrou prejuízo líquido de R$ 2,830 bilhões no 3TRI, 12,7% menos que no mesmo trimestre de 2022; Ebitda de rotina ficou negativo em R$ 330 milhões no 3TRI23 e reverteu dado positivo do 3TRI22.

COGNA registrou prejuízo líquido de R$ 102,5 milhões no 3TRI, 51,5% menor que no mesmo período de 2022; Ebitda somou R$ 345,8 milhões, avanço de 40,7% na comparação anual.

HAPVIDA registrou lucro líquido ajustado de R$ 261,1 milhões no 3TRI, recuo de 61,5% na comparação anual; Ebitda ajustado somou R$ 742 milhões, queda anual de 19,6%.

ODONTOPREV registrou lucro líquido de R$ 134,2 milhões no 3TRI, alta de 77,8% na comparação anual; Ebitda somou R$ 154 milhões, crescimento de 19,5% ante mesmo período de 2022.

RAIA DROGASIL revisou projeção de abertura de lojas para este ano de 260 para 270; mesma quantidade era esperada para 2024 e 2025, mas companhia alterou projeção para a abertura de, respectivamente, 280 e 300.

ECORODOVIAS aprovou distribuição de R$ 58,352 milhões em dividendos, o equivalente a R$ 0,0838 por ação, com pagamento a partir de 27/11; ex em 16/11.

ESTAPAR registrou prejuízo de R$ 15,3 milhões no 3TRI, redução de 56,4% em relação ao prejuízo de R$ 35,1 milhões apresentado um ano antes; Ebitda somou R$ 87 milhões, recuo de 7,4% na comparação anual.

SIMPAR reverteu lucro e registrou prejuízo líquido de R$ 110,6 milhões no 3Tri.

MRV teve prejuízo líquido consolidado de R$ 136,5 milhões no 3TRI23, revertendo lucro do 3TRI22; receita líquida consolidada somou R$ 1,973 bi, alta de 16,4%.

ROSSI. Credores da construtora aprovaram plano de recuperação judicial. (Capital/O Globo)

SANEPAR registrou lucro líquido de R$ 396,8 milhões no 3TRI, alta de 44,3% na comparação; Ebitda somou R$ 777,7 milhões, aumento de 35,7% em relação ao mesmo período de 2022.

TAESA registrou lucro líquido regulatório de R$ 330,2 milhões no 3TRI, queda de 11,6% na comparação anual; Ebitda regulatório somou R$ 501,7 milhões, crescimento de 0,7% em relação ao mesmo período de 2022…

… Empresa aprovou distribuição de R$ 200,4 milhões em JCP, o equivalente a R$ 0,1979 por ação, e R$ 4,075 milhões em dividendos, o equivalente a R$ 0,0039 por ação; pagamento será feito em 15/12; ex a partir de 14/11.

EQUATORIAL registrou lucro líquido de R$ 851 milhões no 3TRI, alta de 25,5% na comparação anual; Ebitda ajustado somou R$ 2,522 bilhões, crescimento de 32,7% em relação ao mesmo período de 2022.

ULTRAPAR teve lucro líquido de R$ 891 milhões no 3TRI23, alta de 973,4% s/ 3TRI22; Ebitda ajustado subiu 139%, para R$ 2,001 bi; receita líquida caiu 18%, para R$ 32,484 bi.

SLC AGRÍCOLA teve lucro líquido de R$ 167,2 milhões no 3TRI23, revertendo prejuízo do 3TRI22; Ebitda ajustado aumentou 25,5%, para R$ 491,9 milhões.

SANTOS BRASIL teve lucro líquido de R$ 139 milhões no 3TRI23, alta de 31,2% s/ 3TRI22; Ebitda subiu 18,9%, para R$ 257,8 milhões; receita líquida cresceu 2,3%, para R$ 533,7 milhões.

LOG-IN registrou lucro líquido atribuído aos acionistas controladores de R$ 40,5 milhões no 3TRI, alta de 12,7% na comparação anual; Ebitda somou R$ 153,7 milhões, crescimento de 13,5 milhões ante mesmo período de 2022.

FRAS-LE registrou lucro de R$ 103,9 milhões no 3TRI, crescimento de 39,3% na comparação anual; Ebitda somou R$ 190,2 milhões, alta de 37,9% em relação ao mesmo período de 2022.

AERIS teve prejuízo líquido de R$ 28,7 milhões no 3TRI23, frente a prejuízo de R$ 25,9 milhões no 3TRI22.

IOCHPE-MAXION saiu de lucro no 3TRI22 para prejuízo líquido de R$ 4,7 milhões no 3TRI23.

AOS ASSINANTES DO BDM, BOM DIA E BONS NEGÓCIOS!

*com a colaboração da equipe do BDM Online

AVISO – Bom Dia Mercado, produzido pela Mídia Briefing, não pode ser copiado e/ou redistribuído.

Veja Também