Giro dos Mercados

Real sobe em linha com emergentes e juros seguem Treasuries às vésperas de IPCA-15 e Fed

Atualizado 24/07/2023 às 09:49:37

O dólar cede na abertura ante o real, a R$ 4,7564 (-0,50%), em linha com o desempenho da moeda ante emergentes, em dia de agenda fraca e reagindo ao apoio da China às vésperas da reunião de definição das políticas do país.

O relatório Focus foi adiado para amanhã, por causa da Copa, o que deixa a 3ªF mais animada, já que o IPCA-15 de julho tem o potencial de calibrar apostas para o corte da Selic na semana que vem. Subsídio às montadoras sobre os carros novos, o novo reajuste para baixo da gasolina pela Petrobras e o efeito do bônus de Itaipu sobre a energia elétrica devem garantir deflação de 0,03% do IPCA-15.

Os juros oscilam perto do ajuste com os retornos dos Treasuries e o dólar. No exterior, os investidores estão tímidos, esperando aumento de +25 pb nos juros pelo Fed na 4ªF, mas ainda não se sabe se isso sinalizará outros aumentos no ano, uma vez que a inflação nos EUA segue acima da meta.

O DXY paira na marca dos 101 pontos (101,191), em +0,12%, com o euro caindo -0,32% depois de dados de atividade mais fracos. O BCE também deve subir as taxas em 25 pb na 5ªF e o BoJ, na 6ªF, é o mais provável dos três a apresentar uma surpresa para o mercado. O dólar cai ante o iene -0,54%, para 141,054 ienes. (Ana Katia)

Veja Também