Empresas

Prio sobe, mas com menor intensidade; Petrobras acelera alta em meio à reunião entre Lula, Prates e Haddad

Atualizado 11/03/2024 às 16:29:17

https://www.bomdiamercado.com.br/wp-content/uploads/2024/01/prio-prio3-petroleira.jpg

As ações da Prio (PRIO3) se firmam no campo positivo, mas sobem com menor intensidade em comparação com seus pares juniores. Há pouco, a ação da companhia ganhava 0,69% (R$ 45,01). Pela manhã, o papel registrou alta pouco expressiva após casas terem considerado o balanço do 4TRI da empresa como “misto”.

Itaú BBA e BTG, porém, ponderam que as perspectivas são positivas e que os fundamentos permanecem sólidos após os resultados divulgados.

Já 3R Petroleum (RRRP3), com +3,18% (R$ 29,16) e Petrorecôncavo (RECV3), com +2,57% (R$ 21,92) lideram no ranking positivo do Ibovespa, com um fluxo maior da troca intrasetorial diante da derrocada da Petrobras da semana passada.

Por sua vez, Petrobras ON (PETR3) subia 0,62%, a R$ 37,21, e Petrobras PN (PETR4) tinha elevação de 1,85%, a R$ 36,79, figurando na lista positiva.

Os ativos aceleram o ritmo de alta em meio à reunião entre o presidente Lula, o CEO da companhia, Jean Paul Prates, e o ministro da Fazenda, Fernando Haddad.

Veja Também