Petróleo

Preocupação com oferta apoia máximas de 10 meses do petróleo; Brent pode superar US$ 100

Atualizado 13/09/2023 às 08:21:25

O petróleo ampliou máximas de 10 meses, impulsionado pelas expectativas de oferta restrita. Os futuros do Brent para o primeiro mês foram negociados ontem acima daqueles para entrega em seis meses, uma amplitude de spread não violada desde novembro passado, o que indica oferta de mercado mais restrita.

A prorrogação de 1,3 milhão de bpd de cortes na produção pela Arábia Saudita e Rússia irá travar um déficit de mercado substancial no 4TRI, avalia a AIE. Já o BofA estima que os contínuos cortes podem elevar o Brent acima de US$ 100 antes do fim do ano.

No noticiário de hoje, quatro portos petrolíferos fechados por fortes tempestades na Líbia reabriram. Há pouco o Brent/novembro subia a US$ 92,67 (+0,66%) e o WTI/outubro a US$ 89,47 (+0,71%). Os investidores aguardam a divulgação do CPI logo mais. Em relação à demanda, a AIE revisou para baixo, em 600 mil bpd, a projeção para o 4TRI. Ontem a Opep+ manteve suas previsões de crescimento robusto em 2023 e 2024. (Ana Katia + agências)

Veja Também