Petróleo

Petróleo sobe com dólar fraco após alívio no PCE e acumula ganho de 4% em junho, mas cai mais de 9% no semestre

Atualizado 30/06/2023 às 15:53:34

O petróleo registrou a terceira sessão seguida de alta nesta 6ªF, ajudado pelo dólar fraco, após o dado de inflação (PCE) preferido do Fed mostrar desaceleração em maio, reforçando as expectativas de que o BC americano alivie o ciclo de aperto monetário e evite uma recessão. A Baker Hughes mostrou hoje que o número de poços e plataformas de petróleo em atividade nos EUA diminuiu em um na semana, para 545, após os estoques da commodity no país terem registrado forte queda na semana passada.

Apesar dos ganhos em junho, diante da maior demanda e menor oferta, e da expectativa de fim da alta dos juros nos EUA, a commodity acumulou perdas no semestre, ainda refletindo as incertezas sobre a demanda na China, cuja recuperação econômica é mais lenta do que o esperado, e o receio de uma recessão na Europa, onde a inflação permanece muito elevada.

O Brent para setembro fechou em alta de 1,21%, a US$ 75,41 por barril, na ICE, acumulando ganho de 4,66% em junho e perda de 9,34% no 1º semestre. Já o WTI para agosto subiu 1,12%, a US$ 70,64 por barril, na Nymex, com ganho de 4,30% em junho e perda de 11,14% no semestre. (BDM Online + agências)

Veja Também