Petróleo

Petróleo oscila entre cortes da Opep e preocupações com a demanda da China

Atualizado 06/12/2023 às 08:24:23

[06/12/23] Da Redação do Bom Dia Mercado

O petróleo oscila com investidores avaliando a eficácia da extensão dos cortes da Opep+ na oferta contra a piora na perspectiva de demanda na China. Há pouco o Brent/fevereiro caía 0,74%, a US$ 76,63; o WTI/jan, -0,84%, a US$ 71,71.

O cartel acordou cortes voluntários de 2,2 milhões de bpd para o 1TRI de 2024 e autoridades acrescentaram que os cortes poderiam ser estendidos ou aprofundados para depois de março. Os índices, entretanto, fecharam no seu nível mais baixo desde 6/7 ontem, somando quatro dias de perdas em meio a preocupações com a saúde chinesa, que pode limitar a demanda global de combustível.

QR3 1
Petróleo oscila entre cortes da Opep e preocupações com a demanda da China 2

A Moody’s reduziu a perspectiva da classificação A1 da China para negativa, de estável, ontem, citando “riscos aumentados” sobre o crescimento econômico e à redução contínua do setor imobiliário. A China divulgará dados comerciais, incluindo os de importação de petróleo bruto, amanhã.

O petróleo e o acordo da Opep+ estão na pauta de uma reunião do presidente dos Emirados Árabes Unidos, o príncipe herdeiro saudita e Vladimir Putin, que viaja hoje ao Oriente Médio. (Ana Katia + agências)

Veja Também