Petróleo

Petróleo cai 4% após Goldman Sachs cortar preço diante de incerteza sobre demanda e aumento da oferta

Atualizado 22/06/2023 às 11:11:32

O petróleo mergulhou cerca de 4% na sessão desta 2ªF em NY e Londres, em meio às incertezas sobre a demanda global de combustíveis por causa da desaceleração das principais economias, em especial da China.

Além disso, o aumento da oferta, principalmente por parte da Rússia, coloca mais pressão sobre os preços. Tanto que o Goldman Sachs revisou hoje suas previsões para a commodity por causa das ofertas acima do esperado da Rússia e do Irã e elevou as previsões de oferta em 2024 para os dois produtores e também para a Venezuela.

A previsão do preço em dezembro caiu de US$ 95 para US$ 86 por barril do Brent, e de US$ 89 para US$ 81 por barril do WTI. Na sessão de hoje, o Brent para agosto fechou em baixa de 3,95%, a US$ 71,84 por barril, na ICE. Já o WTI para julho recuou 4,35%, a US$ 67,12 por barril, na Nymex. (Téo Takar + agências)

Veja Também