Petróleo

Petróleo abre agosto realizando o rali de julho

Atualizado 01/08/2023 às 08:19:59

O petróleo dá sinais de realização de lucros após a recuperação em julho, quando os investidores apostaram no aperto da oferta global e no crescimento da demanda no segundo semestre do ano. O Brent/outubro cai a US$ 85,26 (-0,20%) e o WTI/setembro, a US$ 81,54 (-0,32%).

As preocupações com a recessão tornaram os investidores mais cautelosos no início do ano, mas julho veio para mudar o clima, com a crescente confiança no “pouso suave”. Os números mais recentes dos EUA, maior consumidor de combustível do mundo, mostraram que a demanda aumentou para 20,78 milhões de bpd em maio, a maior desde agosto de 2019. Pesquisa da Reuters também estima que os estoques americanos devem ter diminuído na semana passada.

A China, que tem enfrentado uma lenta recuperação pós-covid, divulgou diretrizes de política adicionais ontem, embora sem medidas concretas, depois que a atividade manufatureira caiu pelo quarto mês em julho. Na reunião de 6ªF da Opep+, a Arábia Saudita deve rolar seus cortes voluntários até setembro, apertando ainda mais a oferta. (Ana Katia + agências)

Veja Também