Empresas

Petrobras sente tombo do petróleo e se destaca entre as perdas; Yduqs lidera no campo positivo

Atualizado 04/10/2023 às 18:03:02

A forte queda das cotações do petróleo nesta 4ªF prejudicou o desempenho de petroleiras, em especial o da Petrobras, que se destacaram entre as maiores perdas do Ibovespa. No topo do ranking, #PETR4 recuou 3,97%, a R$ 32,62. Em seguida, #PETR3 registrou -3,02% (R$ 35,62) e #RRRP3, -2,93% (R$ 29,46). Ainda figuraram na lista #PRIO3 (-2,81%; R$ 43,90) e #RECV3 (-2,77%; R$ 19,33). A sessão também foi desfavorável para metálicas, sem a referência dos preços do minério de ferro na China, devido ao feriado da Semana Dourada. Assim, #VALE3 cedeu 1,07%, a R$ 65,87.

Já os principais bancos tiveram ganhos expressivos, por conta do fato de o fim da dedutibilidade do JCP não ter entrado no parecer do relator do projeto de taxação de offshores na Câmara. #BBDC4 teve elevação de 3,38% (R$ 14,38). #BBDC3 avançou 2,77% (R$ 12,60). #ITUB4 valorizou 2,29% (R$ 27,21). #SANB11 ganhou 1,40% (R$ 26,06). Mais contido, #BBAS3 subiu 0,75% (R$ 46,80). A maior alta do dia no Ibovespa foi de #YDUQ3, com +7,61%, a R$ 20,93. Ainda se destacaram no campo positivo #CVCB3 (+7,53%; R$ 2,57) e #LWSA3 (+7,19%; R$ 6,26). (Igor Giannasi)

Veja Também