Morning Call

Otimismo de RCN pode animar curva de juros

Atualizado 22/11/2023 às 01:23:22

Por Rosa Riscala e Mariana Ciscato*

[22/11/23]

… Os indicadores nos EUA – auxílio-desemprego (10h30) e o sentimento do consumidor de Michigan, com as expectativas inflacionárias de um e de cinco anos (12h) – têm que vir bem ruins hoje para dar força à tentativa do Fed de baixar a bola do mercado, que manteve as projeções de mais nenhum aumento dos juros e do primeiro corte em maio (59%). O efeito da ata, um pouquinho mais ‘hawk’, como todo mundo já esperava, foi marginal e não fará diferença. Aqui, uma informação nova pode animar a curva de juros. Em entrevista à TV Bloomberg, ontem à noite, Campos Neto deu sinais de que o BC pode avançar na queda da Selic. Se não foi bem isso, ele poderá corrigir a mensagem antes de o mercado abrir, em palestra às 8h, no café da manhã da Frente Parlamentar pelo Livre Mercado, no Senado.

… Usando de um otimismo que não é usual, RCN citou a queda da inflação com pouco custo à atividade econômica para dizer que o Brasil teve “um bom ano”, o que os economistas chamam de “soft landing”. E o mais importante vem agora.

… Segundo ele, “as taxas estão tão restritivas que podemos continuar o processo de redução, porque à medida que a inflação diminui, as taxas reais sobem, então temos espaço para reduzir as taxas e ainda estar no campo restritivo”.

… É verdade que Campos Neto reiterou que o ritmo de corte de 0,50pp é adequado para as próximas duas reuniões, em dezembro e em janeiro. Depois disso, disse, “vai depender de muitas coisas, muitas incertezas serão esclarecidas daqui até lá”.

… Essas incertezas são fundamentalmente fiscais, o que significa que, se Haddad conseguir aprovar as medidas para elevar a arrecadação, as coisas podem andar mais rápido. E então, em vez de 0,25pp em março, o mercado pode colocar algumas fichas em 0,75pp.

… Sobre o fiscal, repetiu que não há “uma relação mecânica” com a política monetária e que depende de quais variáveis serão afetadas, e mais, que o arcabouço “tem a capacidade de sustentar o nível da dívida pública mais ou menos onde está hoje”.

… Destacando as medidas no Congresso para a elevação das receitas, ele disse que “o que vemos agora é que o governo tem a disposição de perseguir a meta e isso, tentar fazer o melhor possível para equilibrar a trajetória da dívida, é o que é relevante”.

… RCN disse que está confiante de que a inflação será estabilizada, que “as expectativas de inflação estão ainda um pouco acima da meta, mas muito bem-comportadas”. Mais cedo, havia dito que há grande chance de a inflação ficar dentro da meta este ano e em 2024.

… Campos Neto também mostrou confiança ao falar do câmbio, afirmando que está “comportado”, porque o Brasil está se saindo bem em diversas frentes, na condução da política monetária e nas contas externas, que estão “bem, comparadas aos países avançados”.

… “Há uma percepção de que os países avançados estão com uma dívida muito alta. Como resultado há um risco maior. O Brasil está bem, por isso o real está comportado. O Brasil ganhou credibilidade se antecipando no ciclo de alta dos juros.”

… Ao apontar a Argentina como um exemplo onde a autonomia do BC perdeu força, disse que houve muitas mudanças nas metas fiscais e monetárias, “a tal ponto que perderam credibilidade, gerando uma espiral que provocou uma inflação muito maior”.

… Já aqui no Brasil, disse RCN, “não só o presidente Lula, mas todo o governo entendeu o quão técnico é o Banco Central”.

… Em relação às taxas de juros dos EUA, ele espera uma “drenagem” de liquidez nos emergentes. No evento da Arko Advice, pela manhã, contudo, o presidente do BC disse que o diferencial de juros no Brasil “ainda é bastante elevado” e não deve afetar o câmbio.

PETROBRAS – Lula voltará a se reunir hoje com o presidente Jean Paul Prates (17h), em meio aos rumores persistentes de que o governo planeja mudanças na companhia. O encontro desta 3ªF causou apreensão no mercado e nova queda das ações de Petrobras (abaixo).

… Declarações dadas à saída da conversa entre o presidente, Prates, Silveira e Rui Costa não convenceram o investidor.

… Prates negou que tenha sido discutida a política de preços dos combustíveis, disse não haver “problema nenhum” e que “a reunião foi positivíssima”. Também Haddad, que participou, afirmou que foi discutido [apenas] o plano de investimentos da estatal.

… Segundo apurou o Broadcast Político, na reunião, Lula disse que não gostou das discussões públicas sobre os preços dos combustíveis, após embate entre Silveira e Prates nas redes sociais, no fim de semana. Costa, que faz coro com Silveira, também ouviu o recado.

… Fontes do governo ouvidos pela reportagem da AE avaliaram ser pouco provável uma demissão de Prates “nesse momento”.

TUDO ADIADO – Ficou para hoje a votação do projeto de lei de taxação das offshores e dos fundos exclusivos na CAE do Senado, após um pedido de vista, assim como a apreciação da proposta das apostas esportivas, importantes para a agenda de Haddad.

… Já o relator da LDO/24, deputado Danilo Forte (União), previu que a votação de seu parecer na CMO só ocorrerá na semana que vem.

… Em apresentação ontem na sede da Frente Parlamentar do Empreendedorismo, Forte defendeu o financiamento da safra, sinalizando que quer blindar o agronegócio de eventuais bloqueios de gastos no próximo ano.

… Já Arthur Lira planeja acelerar a aprovação da reforma tributária na Câmara; na semana que vem, o relator, deputado Aguinaldo Ribeiro, deve se reunir com líderes partidários para discutir o texto (e o possível fatiamento da PEC para a promulgação).

… Outra promessa do presidente da Câmara é avançar com a discussão do projeto de subvenção do ICMS na semana que vem.

MAIS AGENDA – Haddad participa, às 10h, de mesa de debates em evento da Secretaria de Política Econômica (SPE). A ministra Simone Tebet (Planejamento) estará à tarde (15h) em fórum sobre desenvolvimento regional em Brasília.

… Às 9h, o IBGE divulga a Pnad contínua. Às 14h30, sai o relatório bimestral de receitas e despesas. Os números serão comentados, às 15h, por Paulo Bijos (Secretário do Orçamento) e Rogério Ceron (Secretário do Tesouro).

NOS EUA – Às vésperas da reunião da Opep+, no final de semana, saem os estoques de petróleo do DoE (12h30) e os dados da Baker Hughes (15h). Ontem à noite, o API estimou alta de 9,047 milhões de barris na semana passada.

… Pela manhã (10h30), as encomendas de bens duráveis têm previsão de queda de 3,2% em outubro.

O FLERTE CONTINUA – O Ibov (-0,26%, a 125.626,03 pontos) parou de subir após quatro pregões consecutivos no azul, mas não abriu qualquer realização firme, sinalizando que continua cortejando os 126 mil pontos.

… Fraco, como de costume, o volume financeiro somou R$ 22,6 bilhões. O Goldman Sachs projeta que os volumes de negociação na B3 não devem aumentar de forma significativa até que a Selic caia abaixo de 10%.

… O rali dos papéis da Vale (ON, +2,42%, a R$ 77,90) ajudou a amortecer ontem as perdas do índice à vista. O Goldman Sachs elevou a recomendação da empresa de neutro para compra, com preço-alvo de US$ 19,50.

… As ações da mineradora serão consideradas ex a partir de hoje, depois de a empresa ter confirmado, após o fechamento, os valores dos proventos a serem pagos em 1º/12, de R$ 1,56 em dividendos e R$ 0,76 em JCP.

… A alta de quase 2% do minério de ferro nesta 3ªF não apenas ajudou a manter o fluxo comprador para a Vale, como também para sua acionista Bradespar (+2,51%) e para CSN Mineração (+2,60%), maior alta do Ibovespa.

… Cercada pelos ruídos sobre a fritura de Prates, Petrobras caiu (ON, -0,99%, a R$ 39,00; e PN, -0,65%, a R$ 36,50).

… Lá fora, mesmo depois da escalada de 6% das duas sessões anteriores, o petróleo driblou uma correção (Brent/jan, +0,16%, a US$ 82,45), antecipando mais cortes de produção a serem anunciados pela Opep+ no domingo.

… Mais cedo, a cotação chegou a cair perto de 1%, após Biden dizer que era iminente um acordo de cessar-fogo de 4 dias em Gaza (o que foi confirmado por Netanyahu) para libertar alguns reféns israelenses mantidos pelo Hamas.  

… A falta de fôlego exibida ontem pelo Ibov também respondeu ao desempenho negativo dos bancos: Santander (-1,03%; R$ 30,70), Bradesco PN (-0,39%; R$ 15,41), Bradesco ON (-0,29%; R$ 13,69) e Itaú (-0,16%; R$ 30,70).

… O avanço dos juros futuros afetou os ativos mais sensíveis às taxas, como varejo e construção. Na liderança do ranking negativo, Magalu recuou 6,58%. MRV perdeu 5,74%, EzTec caiu 5,06% e Cyrela registrou baixa de 4,12%.

NÃO VÃO SAIR NO PREJU – Juntando-se ao Nordeste, seis Estados do Sul e Sudeste vão elevar a alíquota padrão do ICMS em 2024 para neutralizar as perdas potenciais de receita com o futuro Imposto sobre Bens e Serviços (IBS).

… A iniciativa tende a ser seguida ainda pelo Centro-Oeste e já mobiliza o BC a fazer cálculos. Campos Neto projeta que o movimento deve ter um impacto de 0,10 a 0,20 pp sobre a inflação, ainda que esta conta seja preliminar.

… O presidente do BC também chamou a atenção, pela manhã, para as pressões inflacionárias de eventos climáticos associados ao El Niño, que colocam no radar do mercado IPCA/24 ao redor de 5%, segundo pesquisa Broadcast.

… Seja como for, como se viu ontem à noite, RCN parece muito pouco alarmado sobre a inflação, o que pode animar o mercado a especular sobre a chance de o BC acelerar o ritmo de corte da Selic a partir do Copom de março.

… Se for isso mesmo, a curva do DI pode ter espaço para devolver os prêmios de risco recuperados ontem, quando a alta expressiva do dólar, as investidas dos Estados no ICMS e os reflexos da ata do Fed puxaram os juros futuros.

… O DI para jan/25 subiu a 10,575% (de 10,475% na véspera); jan/26, 10,330% (de 10,192%); jan/27, 10,455% (de 10,313%); jan/29, 10,840% (de 10,719%); jan/31 foi a 11,040% (de 10,927%); e o jan/33, a 11,120% (de 11,012%).

… Em sua nova grade de parâmetros, a Fazenda revisou em alta a previsão para o IPCA/24, de 3,40% para 3,55%, mas baixou a estimativa para 2023, de 4,85% para 4,66%. A projeção do PIB deste ano caiu de 3,2% para 3%.

… O Rabobank diminuiu de forma marginal a sua aposta de crescimento econômico em 2023, de 2,8% para 2,7%.

… No câmbio, o dólar corrigiu a queda recente e fechou em alta de 0,96%, a R$ 4,8983. A pressão foi atribuída, em grande parte à ata do Fed, mas não parece ser bem isso, já que o documento não provocou nenhuma reviravolta.

… São as remessas de final de ano ao exterior que podem estar influenciando o dólar próximo de R$ 4,90. No mercado futuro, o contrato da moeda americana para dezembro ficou 0,90% mais caro, cotado a R$ 4,9020.

CARTA NA MANGA – O Fed já errou feio uma vez (na era Bernanke), quando julgou temporária a pressão inflacionária persistente. Não quer errar de novo, o que explica por que resiste a decretar o fim do ciclo de aperto.

… Menos porque acredite que as altas nos juros têm que continuar e, antes de tudo, porque não quer correr o risco de ser pego desprevenido por uma surpresa na trajetória de inflação, o BC americano vai enrolando o mercado.

… Na ata do Fed, ontem, os dirigentes reiteraram a chance de a política monetária ir ainda mais longe, no caso de os indicadores mostrarem que a inflação dos EUA não está evoluindo o suficiente em direção à meta de 2%.

… O investidor, porém, continua não comprando o hedge do Fed e são mínimas as chances no CME de o juro voltar a subir. Por outro lado, também são baixas as chances de um ciclo de corte do juro entrar no horizonte de curto prazo.

… Sem estresse, os rendimentos dos Treasuries longos operaram acomodados ontem. A taxa da Note-10 anos caiu para 4,406%, contra 4,416% na véspera, e a do T-Bond de 30 anos ficou em 4,563%, colada ao dia anterior (4,564%).

… Os yields ganharam impulso à tarde, com demanda abaixo da média em leilão de títulos, mas depois zeraram.

… Assim como o Fed, também os BC europeus não dão o braço a torcer. Christine Lagarde (BCE) afirmou que ainda é cedo para declarar vitória contra a inflação. Apesar disso, o euro fechou em queda de 0,27%, cotado a US$ 1,0917.

… Já a libra esterlina subiu 0,26%, para US$ 1,2538. Bailey (BoE) alertou sobre a possibilidade de novas altas nos juros. Investidores também estão na expectativa pela divulgação hoje do novo orçamento britânico.

… O iene fechou estável (-0,03%, a 148,38/US$) e o índice DXY fechou em alta de 0,12%, aos 103,565 pontos.

… Na reabertura dos mercados na Argentina, após a eleição de Javier Milei, o dólar blue disparou a 1.075 pesos, enquanto o índice Merval saltou mais de 22%. Como se previa, uma reação inicial positiva dos investidores, que agora entram em período de incertezas.

… Não foi a ata do Fed que impôs queda moderada às bolsas em Wall Street. Os índices de ações já caíam moderadamente desde a abertura dos negócios e apenas mantiveram o ritmo depois da divulgação do documento.

… O Dow Jones recuou 0,18%, a 35.088,29 pontos; o S&P 500 perdeu 0,20%, a 4.538,19 pontos; e o Nasdaq cedeu 0,59%, para 14.199,98 pontos. Para o ano que vem, o BofA vê o S&P 500 no patamar recorde dos 5 mil pontos.

… “Não porque esperamos que o Fed faça cortes, mas por causa do que o Fed realizou”, disse a equipe do banco.

… Goldman Sachs e Société Générale também veem o S&P 500 flertando com os topos. Até mesmo Michael Wilson (do Morgan Stanley), que conquistou a fama de bear em Wall Street, está mais construtivo na visão para o S&P 500.

EM TEMPO… PETROBRAS atualizou, em decorrência do programa de recompra de ações, valor de dividendos e JCP a serem pagos, que passam a ser de R$ 1,3453 por ação ON e PN; ex a partir de hoje…

… 1ª parcela será de R$ 0,6726 (R$ 0,2432 sob a forma de dividendos e R$ 0,4293 sob a forma de JCP), com pagamento em 20/2/24; 2ª parcela será de R$ 0,6726 (sob a forma de dividendos), com pagamento em 20/3/24…

… Para os ADRs, pagamentos serão feitos, respectivamente, a partir de 27/2/24 e 27/3/24.

3R PETROLEUM informou que o Goldman Sachs passou a deter, de forma agregada, 6,59% do capital social.

VALE concluiu teste de processamento para primeira fase do Projeto Salobo III; capacidade de processamento do Complexo de Salobo superou 32 mil toneladas por ano (Mtpa) por 90 dias.

LOCAWEB. Citi reduziu preço-alvo da ação da empresa de R$ 9,5 para R$ 8, mantendo recomendação de compra…

… Receitas da divisão BeOnline permaneceram laterais desde o início do ano e valor bruto de mercadorias (GMV) do comércio desacelerou, destacou o banco.

AUREN ENERGIA aprovou a distribuição de R$ 1,5 bilhão em dividendos, o equivalente a R$ 1,50 por ação, com pagamento em 19/12; ex a partir de 11/12…

… Citi reiterou recomendação de compra para a ação da empresa, com preço-alvo de R$ 16; decisão da companhia de aprovar distribuição de R$ 1,5 bilhão em dividendos foi “acolhida com satisfação” pelo banco.

AMERICANAS SA. Safra entrou com recurso para adiar assembleia geral de credores da varejista; banco alegou que não há lista atualizada de credores e individualizada de debenturistas…

… Safra disse que irá impugnar oportunamente cláusulas que considerar ilegal do plano de recuperação judicial; para o banco, é essencial que a Americanas apresente os balanços dos últimos três anos antes da assembleia.

AOS ASSINANTES DO BDM, BOM DIA E BONS NEGÓCIOS!

*com a colaboração da equipe do BDM Online

AVISO – Bom Dia Mercado, produzido pela Mídia Briefing, não pode ser copiado e/ou redistribuído.

Veja Também