Giro dos Mercados

NY toma fôlego antes de balanços de techs e payroll; Ibovespa cai com China

Atualizado 01/08/2023 às 14:57:01

As bolsas seguem em queda nesta tarde em NY, tomando fôlego antes do payroll na 6ªF e dos balanços de Apple e Amazon também esta semana.

Os PMIs fracos na China, zona do euro e EUA, assim como resultados trimestrais mistos reforçam a cautela, mas analistas apontam que a realização de lucros move o mercado hoje (Dow +0,04%; S&P 500 -0,28%; Nasdaq -0,38%).

Yields dos Treasuries e dólar (DXY: +0,51%, a 102,37) avançam. O principal dado do dia nos EUA, o relatório Jolts, mostrou que o número de vagas abertas no país (9,6 milhões) foi o menor desde abril de 2021, mas as demissões diminuíram. O mercado de trabalho segue apertado no país.

Por aqui, os ativos caem, acompanhando o exterior. O Ibovespa (-0,86%, a 120.895,29) tem a ‘ajuda’ de Petrobras (#PETR3 -2,56%; #PETR4 -2,19%), que além de seguir o recuo do petróleo também é pressionada por declarações de Jean Paul Prates, de que a empresa não vai elevar o preço de gasolina e diesel agora. A gasolina de aviação foi reajustada em 4,2% hoje.

Vale (#VALE3) recua 1%, acompanhando o minério e, um dos destaques do dia, Sabesp (#SBSP3) cede 3% após o governo de SP revelar o plano para a privatização da companhia. O dólar à vista encosta nos R$ 4,80 (agora, +1,34%, a R$ 4,7931), com a aversão ao risco global após o fraco PMI da China, e em certa medida, da Europa.

As taxas dos DIs acompanham a alta dos Treasuries, mas sem ênfase, próximas dos ajustes de ontem. O DI Jan27 avança a 10,160%, de 10,137%, ontem. (Ana Conceição)

Veja Também