Economia

Mudar meta fiscal geraria muita incerteza, afirma Campos Neto

Atualizado 08/11/2023 às 16:39:49

[08/11/23] Da Redação do Bom Dia Mercado

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou nesta 4ªF que realizar uma mudança na meta fiscal neste momento geraria muita incerteza. Para ele, isso levaria a um prêmio de risco.

Campos Neto destacou que o custo de mudar meta fiscal é maior que benefício, em termos de incerteza gerada. “Se mercado não acreditar no fiscal, não vai acreditar na meta de inflação”, afirmou.

O presidente do BC também comentou que não há mecânica entre aumento de gastos e política monetária.

Apesar dos alertas, Campos Neto também comentou sobre as diversas reformas aprovadas no Brasil. Segundo ele, os projetos, coletivamente, estão começando a mostrar resultado.

A autoridade monetária também elogiou Fernando Haddad, ministro da Fazenda, pelo trabalho realizado para a aprovação do novo arcabouço fiscal.

De acordo com Campos Neto, o país tem a dívida mais alta do que a maioria dos mercados emergentes e que o teto de gastos era muito difícil, uma vez que as despesas cresciam acima da inflação.

Veja Também