Juros

Miolo da curva do DI fura 10% com Selic e Brasília no radar

Atualizado 03/07/2023 às 18:06:27

Os contratos futuros de juros já começaram a semana com uma nova rodada de queda, precipitada pelas apostas de corte da Selic e pelo otimismo com o esforço concentrado na Câmara para votar a agenda econômica esta semana (arcabouço fiscal e reforma tributária). Destaque para o “miolo” da curva do DI abaixo de 10%.

Nesta 2ªF, a Focus captou o “efeito CMN” e levou a uma reancoragem das expectativas de inflação para 2023. A mediana para o IPCA caiu de 5,06% para 4,98% (cada vez mais perto do teto da meta, de 4,75%) e, por tabela, derrubou a estimativa para a Selic ao fim do ano, de 12,25% para 12,00%.

A Focus revelou ainda que o mercado não apenas projeta o início do ciclo de desaperto monetário para agosto, como também já aposta que o juro cairá meio ponto em setembro. A pesquisa também indicou redução nas previsões para a inflação de 2024 (de 3,98% para 3,92%) e de 2025 (de 3,80% para 3,60%).

No fechamento, o contrato de DI para jan/24 caía a 12,775% (de 12,846%); jan/25, a 10,620% (de 10,765%); jan/26, mínima de 9,945% (contra 10,112% no pregão anterior); jan/27, a 9,965% (de 10,141%); jan/29, a 10,330% (de 10,462%); e jan/31, a 10,490% (mínima), contra 10,636% na 6ªF. (Mariana Ciscato)

Veja Também