Fechamento dos Mercados

Mercados operam em compasso de espera pela super semana

Atualizado 11/12/2023 às 19:05:24

[11/12/23] Da Redação do Bom Dia Mercado

Em clima de esperar para ver a Super Quarta do Fed e do Copom, além do CPI dos EUA, amanhã, as bolsas em NY fecharam em altas moderadas, enquanto o Ibovespa caiu, mas pouco, e com volume financeiro abaixo de R$ 20 bilhões. O investidor aqui e lá fora não quis arriscar maiores passos antes da agenda importante da semana.

O mercado não tem a menor dúvida que o Copom baixará o juro na 4ªF em 0,5pp, de 12,25% para 11,75%, e confirmará mais um corte da mesma dose para a reunião de janeiro. Um terceira queda de meio ponto da Selic em março também deve ser contratada pelo comunicado, depois de a surpresa com a leve alta do PIB/3Tri (+0,1%), na semana passada, ter zerado as especulações entre os operadores de que o BC aceleraria o ritmo de queda da Selic (0,75pp).

cat whatsapp bdm v2
Mercados operam em compasso de espera pela super semana 2

Nos EUA, o Fed de 4ªF deve manter o juro pela terceira vez consecutiva na faixa de 5,25% a 5,50% ao ano. Mas a barra para um corte da taxa aumentou, depois de o payroll da última 6ªF ter colocado em xeque a onda de que o BC americano reduziria o juro mais cedo do que o esperado. Neste sentido, o dado da inflação ao consumidor (CPI) em novembro, amanhã cedo, ganha status de importância como sinalizador do timing do ciclo de desaperto. A aposta majoritária agora é de que o BC americano só comece a derrubar o juro em maio, ao invés de em março.

O Ibovespa recuou 0,14% nesta 2ªF e devolveu os 127 mil pontos (126.916,41). Em NY, o índice Dow Jones subiu 0,43%, aos 36.404,86 pontos, o S&P 500 avançou 0,39%, aos 4.622,41 pontos, e o Nasdaq teve alta de 0,20%, aos 14.432,49 pontos. No câmbio, o dólar perdeu parte do fôlego e, depois de ter testado R$ 4,95 pela manhã, e encerrou em leve alta de 0,15%, a R$ 4,9369. (Equipe BDM)

Veja Também