Europa

Europa mantém apetite por risco apesar das techs; inflação ao produtor na Alemanha perde força

Atualizado 20/07/2023 às 07:35:11

As principais bolsas europeias operam em alta, apesar das quedas no setor de tecnologia com os balanços de 2TRI de Tesla e Netflix, à noite, com sinais mistos que desagradaram investidores. A manutenção dos juros na China não surpreendeu.

Destaque entre os indicadores europeus, a inflação anualizada ao produtor alemão caiu de 1% em maio para 0,1% em junho, a menor taxa desde dezembro de 2020, reforçando os sinais de desinflação na zona do euro e a expectativa de comportamento mais suave do Banco Central Europeu nas decisões de juros a partir de setembro.

Em Londres, que lidera as altas pela segunda sessão seguida, a mineradora Anglo American (#AAL) avançava 4,93% após números de produção trimestral melhores que a projeção. Outras mineradoras acompanhavam: Glencore +3,66%, Rio Tinto +2,41%, BHP +2,06%, Antofagasta +4,0%

Na temporada de balanços, o destaque de alta era a farmacêutica britânica Hikma, que subia mais de 7%, enquanto a sueca Electrolux recuava mais de 10%. Em Nova York, o pré-mercado é misto, com Nasdaq puxando queda no S&P 500, mas Dow Jones sobe. O índice dólar DXY volta a ter viés de baixa, e o petróleo está perto da estabilidade. Confira os índices às 7h18:
(Lucia Boldrini + agências)

▪️ Londres — FTSE100: +0,74%
▪️ Frankfurt — DAX: +0,29%
▪️ Paris — CAC 40: +0,39%
▪️ Madrid — Ibex 35: +0,70%
▪️ Europa — Stoxx 600: +0,27%

Veja Também