Juros

Juros seguem em ajuste de alta; na semana, médios ganham mais de 0,20pp

Atualizado 14/07/2023 às 18:05:37

Os juros futuros tiveram mais uma rodada de alta nesta 6ªF, anotando novas máximas até o fim da sessão. Se nos pregões anteriores, os DIs destoaram do tom positivo dos ativos domésticos e externos, hoje esse mercado acompanhou a cautela exibida na bolsa e no câmbio.

Na semana, o miolo da curva, mais pressionado, acumulou ganho de mais de 0,20pp. As taxas chegaram a cair após a divulgação dos dados do varejo em maio, bem abaixo do esperado. Logo em seguida, contudo, retomaram a alta.

Analistas atribuem o movimento a um ajuste técnico depois da queima de prêmios recente e certa resistência do mercado a romper o nível de 10% diante de uma inflação que cai, mas ainda inspira cautela em setores como os serviços.

Lá fora, o forte índice de sentimento do consumidor da Universidade de Michigan (72,6 na prévia de julho, mais alto desde set/21) inverteu a trajetória descendente dos juros dos Treasuries vista nos últimos dias em vista de dados de inflação mais fracos nos EUA. A T-note de 2 anos avançou a 4,729%, de 4,6451%.

No fechamento da B3, o DI Jan24 subiu a 12,860%, de 12,825% ontem. O jan25 avançou a 10,920% (de 10,834%). O DI para jan/26, a 10,340% (de 10,203%); jan/27, a 10,360% (de 10,198%); jan/29, a 10,640% (de 10,506%); e jan/31, a 10,810% (de 10,664%). (Ana Conceição)

Veja Também