Juros

Juros fecham próximos aos ajustes de ontem, à espera do Copom

Atualizado 28/07/2023 às 18:06:12

As taxas dos DIs ficaram praticamente no zero a zero, fechando bem próximas aos ajustes de ontem, com tendência de alta, sem acompanhar o recuo do dólar e dos juros dos Treasuries em dia de PCE menos salgado nos EUA.

Da mesma forma, ficaram em segundo plano a deflação do IGP-M de julho (-0,72%, dentro do esperado), a Pnad de junho (com desemprego abaixo do esperado) e a nota fiscal do BC.

No saldo da semana, as taxas curtas e intermediárias registram pequena queda. O mercado está em compasso de espera da decisão e do comunicado do Copom na próxima 4ªF para ajustar os negócios nos DIs. Levantamento do Broadcast mostra que 70% das instituições consultada esperam corte de 0,25 pp na Selic.

No fechamento, o contrato de DI para jan/24 subia, a 12,610% (de 12,590%); o jan/25 avançava a 10,645% (de 10,605%); jan/26, a 10,140% (de 10,100%); jan/27, a 10,230% (de 10,204%); jan/29, a 10,630% (de 10,612%); e jan/31, a 10,880% (de 10,860%). (Ana Conceição)

Veja Também