Juros

Juros com pequena alta, com Treasuries pressionados

Atualizado 07/02/2024 às 18:13:06

https://www.bomdiamercado.com.br/wp-content/uploads/2023/11/mercado-bolsas-ibovespa-wall-street.jpg

As taxas dos DIs fecharam com alta modesta, perto dos ajustes da véspera, acompanhando os juros dos Treasuries, num dia de agenda escassa.

Lá fora, o leilão de US$ 42 bilhões em notes de 10 anos teve boa demanda e tirou os vencimentos dos títulos americanos mais longos das máximas.

Por aqui, a queda (-1,3%) maior que a esperada (-0,6%) nas vendas do varejo em dezembro ante novembro, tirou a força das taxas temporariamente.

👉🏻 Clique aqui para seguir o Canal do BDM no WhatsApp

O forte déficit do setor público consolidado, R$ 249,124 bilhões em 2023 (2,29% do PIB), veio pior que os US$ 245,25 bilhões esperados, mas ficou em segundo plano. Em dezembro, o déficit foi de R$ 129,573 bilhões, também maior que a mediana do mercado (-R$ 124,35 bilhões).

Em palestra hoje, o presidente do BC, Roberto Campos Neto, reiterou a importância de o governo tentar perseguir a meta de resultado primário, ainda que seja difícil. Sobre a inflação, ele disse que a de serviços piorou nas últimas leituras, mas está dentro do esperado para o processo de convergência para a meta.

No fechamento, o DI para Jan25 subiu a 9,955% (de 9,941%). O DI Jan26, a 9,675% (de 9,662%). O Jan27, a 9,840% (de 9,817%); o Jan29, a 10,265% (10,255%); Jan31, a 10,500% (10,498%) e o Jan33, a 10,610% (de 10,595%). (Ana Conceição)

Veja Também