Economia

IPC-S fica estável na 1ª quadrissemana de julho, após deflação de 0,10% em junho

Atualizado 10/07/2023 às 08:47:49

A inflação medida pelo IPC-S da Fundação Getúlio não registrou variação na primeira quadrissemana deste mês e acumula alta de 3,45% nos últimos 12 meses. Em junho, o indicador fechou com deflação de 0,10%.

O IPC-S mede o custo de vida para famílias com renda de 1 a 33 salários mínimos e acompanha oito classes de despesas, das três desaceleraram na primeira quadrissemana: Habitação (alta de 0,23% na última de junho e deflação na primeira de julho), Vestuário (0,50% para 0,39%) e Saúde e Cuidados Pessoais (0,19% para 0,06%).

Entre os cinco componentes que avançaram, entre eles Transportes, o destaque foi a gasolina, que subiu 1,78% no período, ante uma queda de 0,29% na semana anterior. A deflação de Alimentos foi menor (-0,36% para -0,22%).

Clique para mais informações e gráficos do levantamento

Veja Também