Morning Call

Inflação é destaque da semana aqui e lá fora

Atualizado 11/03/2024 às 07:16:53

https://www.bomdiamercado.com.br/wp-content/uploads/2024/02/MC7-scaled.jpg

Por Rosa Riscala e Mariana Ciscato*

[11/03/24]

… Os negócios estavam fechados na 6ªF, quando saíram duas notícias que vão repercutir. O CEO da Vale, Eduardo Bartolomeo, teve o final do mandato estendido de maio até dezembro e será aberto processo de sucessão. Na China, o CPI registrou alta anualizada de 0,7% em fevereiro e veio mais pressionado do que o consenso de 0,4%. Já o PPI (-2,7%) teve deflação um pouco maior do que a esperada (-2,5%). A dinâmica inflacionária também é o destaque da agenda dos indicadores da semana aqui e nos EUA, com o IPCA e o CPI de fevereiro (ambos amanhã). O investidor está fechado com um corte do juro pelo Fed só em junho, enquanto o Copom desperta o debate sobre o fim antecipado do forward guidance, em meio às pressões políticas de todos os lados: por Selic de um dígito, por mais gastos públicos, por mudanças mais tarde na meta fiscal, sem falar nas interferências na Vale (polêmica de Mantega) e na Petrobras (hoje Lula encontra Prates, às 15h), que ajudam a compor um ambiente de risk-off.

… Com a popularidade de Lula em baixa nas pesquisas, o mercado se assusta com os riscos de populismo fiscal, que contratam pressões às contas públicas. Os ganhos de arrecadação neste início de ano estão mudando o jogo.

… Ao que tudo indica, embora desacreditada pelo mercado desde o início, a promessa de Haddad de déficit zero deve ser empurrada até o relatório bimestral de julho, na estratégia para criar o clima para juro abaixo de 10%.

… Reportagem da Folha deste domingo diz que o foco do governo, segundo interlocutores, é “dar um sinal fiscal mais forte” para que a Selic volte a um dígito pela primeira vez desde fevereiro/22 e recupere a imagem de Lula.

… A equipe econômica considera ideal ao menos três cortes adicionais no juro, de 0,5pp cada (março, maio e junho). Mas a tentativa de garantir um ambiente propício para o Copom continuar derrubando a taxa esbarra na inflação.

… Amanhã, o IPCA de fevereiro deve acelerar para 0,78%, contra 0,42% em janeiro, segunda a mediana de pesquisa Broadcast. O dado virá pressionado pelo reajuste de mensalidades escolares e o aumento do ICMS sobre a gasolina.

… O indicador pega o mercado sob os alertas do BC quanto aos preços dos serviços, que trazem insegurança e possivelmente estariam por trás da intenção já levantada por Galípolo e Guillen de abandonar o forward guidance.

… O mercado se pergunta se o Copom eliminará do comunicado já na reunião da semana que vem o plural da sinalização futura de queda da Selic, preferindo não se comprometer com qualquer indicação mais dovish.

… A eventual mudança na linguagem prepararia o espírito do investidor para cortes menores da Selic (0,25pp) ainda neste semestre e poderia abalar a convicção de Selic terminal abaixo de dois dígitos no levantamento Focus (9%).

A MÃO VISÍVEL DO ESTADO – Como esperado, a frustração com a ausência de dividendos extraordinários afundou as ações da Petrobras e levou o Ibovespa junto na 6ªF (leia mais abaixo).

… Se a estratégia não agradou, o mercado gostou menos ainda de reforçar a suspeita de intervenção do governo na estatal, após a Reuters informar que Lula se envolveu diretamente na decisão sobre os dividendos.

… Segundo a agência, o governo vai se empenhar em mudar a regra sobre a reserva estatutária da companhia para poder utilizar os recursos retidos dos dividendos extraordinários (R$ 43,9 bilhões) para realizar investimentos.

… Os rumores de mudanças nas regras do jogo esvaziaram qualquer alívio com os comentários de Prates de que os dividendos extraordinários 100% retidos em 2023 não serão utilizados para investimentos ou para pagar dívidas.

… Prates negou a pressão do governo. “Os dividendos não podem pagar dívida ou investir, como falsas notícias que andam por aí. Todo este susto aí desaparece, porque sabe-se que esta reserva é dividendo e uma hora volta.”

… O diretor financeiro e de RI da estatal, Sergio Caetano Leite, declarou que a Petrobras vai apurar a possibilidade de pagamento de dividendos extraordinários no final de cada exercício e não mais trimestralmente.

… Mas o estrago na percepção do investidor está feito, abrindo uma crise de credibilidade. Sob o choque da decisão dos dividendos, os papéis da Petrobras sofreram na 6ªF uma onda de rebaixamento pelos grandes bancos (abaixo).

… Para o BofA, a decisão da estatal de não pagar dividendos extraordinários eleva a percepção de risco na empresa, “particularmente na influência do governo em relação às principais decisões de alocação de capital”.

… Segundo apuração do Valor no sábado, a equipe econômica teria defendido o pagamento de dividendos.

… A União é o principal acionista da empresa e seria, portanto, o maior beneficiário desses montantes, o que ajudaria no equilíbrio das contas públicas.

… As informações indicam que a direção da companhia também teria sugerido o pagamento dos dividendos, de 50%.

… Mas parte do conselho de administração, no qual o governo tem maioria, rejeitou a proposta de distribuição dos dividendos extraordinários, por temor de que a petroleira ficasse sem dinheiro suficiente em caixa.

… Ficaria, assim, impossibilitada de executar o plano estratégico 2024-2028, que tem foco na transição energética.

VALE – No Estadão de sábado, fonte teme que a lista tríplice de possíveis sucessores para CEO seja um jogo de “cartas marcadas”. O governo Lula, representado no conselho pela Previ, tem pressionado para a troca no comando.

MAIS AGENDA – Além do IPCA, o volume de serviços em janeiro, que o IBGE divulga na 6ªF, estará no foco, com potencial efeito sobre as apostas para o juro. Na 5ªF, o ritmo da atividade será medido pelas vendas no varejo.

… Hoje (5h), sai a primeira prévia de março do IPC-Fipe. Na 4ªF, é dia dos dados de janeiro do Caged.

… Campos Neto, Guillen e Paulo Picchetti têm compromissos do BIS hoje, na Basileia (Suíça).

… No sábado, em entrevista à CNN, Gleisi Hoffmann partiu novamente para o ataque contra RCN, que deveria terminar o mandato “tranquilo” e “quieto”, sem ficar “articulando com o Congresso” a PEC da autonomia do BC.

BALANÇOS – A temporada continua, hoje com Natura, Direcional e Localiza, depois do fechamento dos mercados. Na 6ªF, tem Embraer. Amanhã, CVC e Energisa. Na 4ªF, Eletrobras, Casas Bahia, Prio, EcoRodovias, Soma e Hypera.

… A 5ªF é das varejistas Renner e Marisa, além de Yduqs, Cyrela, Enauta, Eneva, Eztec, JHSF, Tenda e Vittia.

HORÁRIO DE VERÃO – A partir de hoje, o horário de negociação no pregão regular da B3 será reduzido em uma hora, com fechamento às 17h, por causa da volta do horário de verão nos EUA. O after market vai das 17h30 às 18h.

… A bolsa de NY passa a operar das 10h30 às 17h (de Brasília). O petróleo será negociado das 10h às 15h30.

VETOS – O Planalto adiou da semana passada para amanhã a reunião com parlamentares da Comissão Mista de Orçamento para tratar sobre o impasse em torno dos vetos feitos pelo presidente Lula à LDO de 2024.

… O assunto vinha gerando pressão dos parlamentares, mas foi distensionado após o governo ceder e cumprir o calendário de pagamento de emenda que estava previsto no projeto. A decisão dos vetos só deve sair após o dia 22.

… Existe o entendimento de que nada será alterado antes da publicação do relatório bimestral de receitas/despesas.

LÁ FORA – Depois de o payroll (abaixo) ter reforçado junho como o início dos cortes de juros nos EUA e sinalizado um ciclo total de 100pb de relaxamento monetário, o foco das atenções se volta para a inflação do CPI amanhã.

… Na 5ªF, vêm o PPI e vendas no varejo. Na 6ªF, saem a produção industrial de fevereiro, o índice de atividade industrial Empire State de março e as expectativas de inflação de 1 e 5 anos medidas pela Univ. de Michigan.

… Com o mercado projetando corte do juro pelo BCE em junho, saem a leitura final de fevereiro da inflação ao consumidor (CPI) da Alemanha (amanhã) e a produção industrial de janeiro da zona do euro, na 4ªF.

… Opep publica nesta 3ªF o seu relatório mensal de petróleo, aguardado com menor expectativa pelos investidores, depois de o cartel e seus aliados terem decido estender os cortes de produção da commodity para o 2Tri.

JAPÃO HOJE – O PIB/4Tri anualizado foi revisado em alta (+0,4%), contra recuo de 0,4% na leitura preliminar, e evitou que a economia japonesa entrasse em recessão técnica, aumentando a chance de normalização do juro.

O BANHO DE SANGUE – O rumor de que houve pressão direta do presidente Lula para Petrobras segurar o pagamento dos dividendos extraordinários piorou o que já não prometia ir nada bem na 6ªF na bolsa doméstica.

… Em forte queda desde a abertura, Petrobras PN afundou 10,57% (R$ 36,12) e ON derreteu 10,37% (R$ 36,98). A empresa perdeu R$ 56 bi em valor de mercado.

… O Ibovespa – em que o peso da estatal chega a 13% – chegou a flertar com os 125 mil pontos na mínima do dia e fechou com queda de 0,99% (127.070,79). Na semana, cedeu 1,63%.

… “O Brasil tem quantidade significativa de oportunidades pela frente, mas a referência de capital é construída a partir de Petrobras e Vale, ambas com riscos políticos imprevisíveis”, disse à Bloomberg Malcolm Dorson (Global X).

… O volume financeiro da bolsa, de R$ 32,8 bilhões, ficou acima da média de cerca de R$ 25 bilhões. As ações da petroleira foram responsáveis por 35% do total do giro, ou R$ 11,35 bilhões.

… Bank of America, Santander, Bradesco BBI rebaixaram as ações da companhia de compra para neutra.

… Banco do Brasil sofreu o efeito colateral da percepção de interferência estatal na Petrobras e foi o único entre os bancos a recuar na 6ªF: -0,98%, a R$ 57,81.

… Santander unit subiu 0,99% (R$ 28,53), Itaú Unibanco valorizou 0,92% (R$ 34,10), Bradesco PN subiu 0,58% (R$ 13,84) e ON ganhou 0,33% (R$ 12,22).

… As petrolíferas juniores se beneficiaram da derrocada da Petrobras: 3R Petroleum, +4,28% (R$ 28,26); PetroReconcavo, +3,14% (R$ 21,37); e Prio, +3,11% (R$ 44,70).

… Vale recuou 0,77%, a R$ 66,01, em linha com a queda de 1,13% do minério de ferro em Dalian.

… A fuga de investidores estrangeiros da bolsa com o efeito Petrobras pressionou o câmbio.

… A queda nos preços do petróleo e do minério de ferro também contribuiu para enfraquecer as moedas de países produtores de commodities, como o real brasileiro.

… Também pesou a questão fiscal. O dólar à vista fechou em alta de 0,96%, a R$ 4,9811, após se aproximar mais dos R$ 5 na máxima do dia (R$ 4,9918). Na semana, a moeda subiu 0,52%.

… Os mesmos fatores pesaram nos DIs. O juro para Jan25 subiu a 9,890% (de 9,877%); Jan26, a 9,745% (de 9,700%); Jan27, a 9,970% (de 9,906%); Jan29, 10,435% (de 10,342%), Jan31, 10,680% (10,584%); e Jan33, 10,790% (10,691%).

QUEIMANDO PRÊMIOS – Os números do payroll trouxeram mensagens para todos os gostos, mas o mercado preferiu ver o copo meio cheio do relatório. Não bastou, contudo, para levar as bolsas em NY a uma nova alta na 6ªF.

… Realização de lucro no setor de tecnologia depois das fortes altas recentes levou índices para baixo.

… Broadcom (-6,99%), Nvidia (-5,55%) e Intel (-4,66%), três das companhias mais beneficiadas pelo entusiasmo do mercado com a IA, puxaram os índices para baixo.

… A ação da Nvidia teve o pior desempenho desde o fim de maio de 2023 e, ainda assim, ganhou 6% na semana. Para analistas, não significa o fim do rali, mas uma situação de sobrecompra que atraiu realização de lucro.

… Depois de terem feito novas máximas intraday pela manhã, Nasdaq (-1,16%, a 16.085,11) e S&P 500 (-0,65%, 5.123,69) terminaram no vermelho. Na semana, perderam 1,17% e -0,96%, respectivamente.

… O Dow Jones caiu 0,18% (38.722,69) e, na semana, a queda de 0,93% foi a pior desde outubro passado.

… Em entrevista à Bloomberg, a prestigiada Cathie Wood (Ark) afirmou que as ações de fabricantes de chips estão sujeitas a mais liquidações. “Mas é apenas uma correção, não é o fim (do movimento de alta de longo prazo)”, disse.

… Antes da correção das techs, as bolsas leram de forma positiva o payroll de fevereiro e chegaram a subir.

… Os EUA criaram 275 mil empregos, bem acima dos 200 mil esperados, mas dados de dezembro e janeiro foram revisados para baixo, num total de 167 mil empregos.

… A taxa de desemprego subiu para 3,9%, a maior em dois anos, de 3,7% em janeiro. A expectativa era de que ficasse no mesmo patamar do mês anterior.

… E, acima de tudo, o emprego cresceu com uma menor pressão de salários. O salário médio/h subiu 0,14% contra janeiro, abaixo do 0,20% esperado. Na comparação anual, houve ganho de 4,28%, inferior à previsão de 4,40%.

… Números de um mercado de trabalho forte, mas não superaquecido, reavivaram as esperanças de que o Fed consiga alcançar um pouso suave, o que levaria a cortes de juros neste ano.

… Fed boys seguiram com seus discursos conservadores. John Williams (NY) disse que o mercado de trabalho segue apertado, embora menos que no seu auge, e as expectativas de inflação têm tido um recuo modesto.

… O resultado misto do payroll resultou em Treasuries também sem direção única. O retorno da note de 2 anos caiu a 4,482% (de 4,513%).

… Diante de dados que dão razão ao Fed na falta de pressa para cortar juros, o yield da note de 10 anos subiu a 4,083% (4,077%). O do T-bond de 30 anos avançou a 4,257% (4,242%).

… O índice DXY teve baixa de 0,11%, a 102,712 pontos, e na semana recuou 1,11%. O dólar continuou a apanhar do iene, que subiu 0,67%, a 147,07/US$, com rumores sobre aperto monetário pelo BoJ em breve.

… Na Reuters, um número cada vez maior de dirigentes do BC japonês está considerando a possibilidade de acabar com o juro negativo neste mês diante de expectativas de que as negociações salários anuais gerem resultados fortes.

… A libra subiu 0,35%, a US$ 1,2855. O euro caiu 0,13%, a US$ 1,0937, sob efeito da estagnação do PIB da zona do euro no 4Tri, ante o 3Tri, que dá força ao argumento de que o BCE logo precisará cortar os juros.

… Vários dirigentes do BCE falaram sobre o timing do corte na 6ªF. Villeroy de Galhau disse que o recuo deve vir muito provavelmente na primavera (abril a junho). Para Gediminas Simkus, junho “é muito provável”.

… Olli Rehn afirmou que o risco de cortar juros muito cedo “diminuiu significativamente” e Robert Holzmann disse que “um corte pode estar sendo preparado”.

EM TEMPO… VALE aprovou convocação das Assembleias Gerais Ordinária e Extraordinária para 26/4.

PETROBRAS confirmou a visita de uma comitiva à Venezuela na semana passada para avaliação de possíveis oportunidades de negócio; nenhum acordo foi assinado durante a missão. (Broadcast)

PRIO reportou lucro líquido de US$ 324,21 milhões no 4TRI, alta de 71% na comparação anual; Ebitda somou US$ 509,33 milhões, avanço de 202% em relação ao mesmo período de 2022…

… Companhia publicou nova certificação de reservas, elaborada pela DeGolyer & MacNaughton (D&M), e que inclui as reservas dos campos de Polvo e TBMT, Frade e Wahoo e o campo de Albacora Leste.

PETRORECÔNCAVO reiterou, em resposta a questionamento da CVM, que ainda não recebeu qualquer proposta formal de combinação de negócios com a 3R Petroleum e, portanto, não há, neste momento, qualquer acordo.

GOL. Audiência do processo de recuperação judicial em NY foi adiada para hoje, após aérea ter anunciado que realizaria processo competitivo para avaliar alternativas de capitalização e/ou transações alternativas disponíveis.

EMBRAER. Brandes Investment Partners reduziu participação na companhia para 111.820.429 de ações, representando 14,97% do total.

SABESP. Governo de SP vai reduzir participação na companhia de 50,3% para 30% com a privatização. (Lauro Jardim/O Globo)

IGUATEMI concluiu a aquisição de participação adicional de 10% no I Fashion Outlet Novo Hamburgo e elevou sua participação na propriedade para 51%; negócio tinha sido anunciado em 29/1; aprovação no Cade ocorreu em 5/3…

… Valor da aquisição foi de R$ 24,5 milhões.

VIBRA ENERGIA. Dynamo passou a deter 111,547 milhões de ações ON da companhia, bem como instrumentos derivativos correspondentes a 4,5 milhões de papéis, representando 9,95% do capital da empresa.

GAFISA. Esh Capital Investimentos passou a deter um total de 13.861.921 de ações ON, correspondente a 20% do capital social da empresa…

… Esh informou à Gafisa que “a aquisição objetiva alterar a estrutura administrativa da companhia”.

LIGHT. Juiz da 3ª Vara Empresarial da Comarca da Capital do Estado do Rio de Janeiro determinou a convocação da Assembleia Geral de Credores para 25/4, em primeira convocação, e 3/5, em segunda convocação.

AMERICANAS espera faturar cerca de 20% a mais nesta Páscoa em comparação com as vendas do ano passado…

… Empresa não revela o faturamento esperado, mas projeta vender 11 milhões de ovos de Páscoa, de um total de 160 milhões de itens relacionados à data, como caixas de bombons e barras de chocolate.

AOS ASSINANTES DO BDM, BOM DIA E BONS NEGÓCIOS!

*com a colaboração da equipe do BDM Online

AVISO – Bom Dia Mercado, produzido pela Mídia Briefing, não pode ser copiado e/ou redistribuído.

Veja Também