Giro dos Mercados

Ibovespa sobe com aprovação da reforma tributária, descolando-se de NY, após payroll reforçar aperto

Atualizado 07/07/2023 às 12:06:24

Apenas meia dúzia de papeis recuavam no Ibovespa perto do meio-dia, na reação dos mercados à aprovação da reforma tributária na Câmara em sessão pautada pelo payroll mais fraco que o consenso.

O Ibovespa sobe aos 118.687,49 pontos (+1,07%) e o dólar cede ante o real, a R$ 4,8690 (-1,24%), seguido pelos juros futuros, em baixa de mais de 10 pontos desde Jan/25.

Em NY o cenário é outro. As bolsas e os rendimentos do Tesouro estão mistos e o dólar enfraquece ante pares diante da percepção de que o relatório de junho não tira o o BC americano da trilha do aperto monetário este mês. Dow Jones cai -0,11%, o S&P sobe +0,03% e o Nasdaq, +0,18%, com o DXY em -0,73%, aos 102,417 pontos.

Além do crescimento salarial seguir incompatível com a inflação que o Fed quer ver, 2%, as incertezas para setembro permanecem.

O comitê obterá mais um dado importante antes do fim de julho com o índice de preços ao consumidor na próxima semana (12 de julho), cujo foco estará no núcleo da inflação.

Por ora o retorno da Note de 2 anos cai abaixo de 5%, a 4,92270%, de 4,99750%, e o da Note de 10 anos é estável em 4,03760%. (Ana Katia)

Veja Também