Giro dos Mercados

Ibovespa sobe aos 129 mil pontos de olho nos resultados corporativos, no corte da Selic e no RS

Atualizado 07/05/2024 às 12:54:49

https://www.bomdiamercado.com.br/wp-content/uploads/2023/11/ibovespa-1.png

[07/05/24] Da Redação do Bom Dia Mercado

O Ibovespa sustenta os 129 mil pontos (129.561,75), em alta de +0,85% com Vale e Petrobras, que têm grande peso na carteira, e a queda dos juros futuros, que estão alinhados ao dólar e aos rendimentos dos Treasuries após abertura instável.

O aumento das despesas do governo está no foco, em meio à calamidade no RS, às vésperas do Copom decidir um corte na Selic, com o mercado apostando na redução no ritmo de quedas.

A temporada de balanços continua. Itaú sobe quase 2% e Vivara, +4%, após resultados. Em NY, a recuperação perde um pouco do fôlego hoje. Dow +0,25%; S&P +0,16% e Nasdaq -0,03%. Os títulos do Tesouro a dez anos prolongaram o seu avanço, com o rendimento caindo cinco pontos base para 4,43%.

No câmbio, o DXY sobe 0,09% (105,143) e o dólar desce a R$ 5,0519 (-0,44%). A semana é de poucos dados no exterior, mas com forte discurso do Fed. O presidente do Fed de Minneapolis, Neel Kashkari , deve falar logo mais em evento, depois de publicar texto no site do BC no qual eleva previsão de taxa neutra de longo prazo de 2% para 2,5%.

Os investidores aumentaram expectativas de início dos cortes nas taxas americanas, com a ferramenta CME mostrando chance 48,9% de uma redução de 25 pb em setembro. (Ana Katia)

Veja Também