Ibovespa

Ibovespa sente saída de gringo, mas fecha longe das mínimas com ajuda de Vale

Atualizado 11/07/2023 às 18:04:18

O Ibovespa voltou a cair nesta 3ªF, pressionado pela saída de investidores estrangeiros, mas fechou longe das mínimas do dia, ajudado pelo forte desempenho da Vale após notícias de estímulos ao setor imobiliário na China. O Ibovespa fechou em baixa de 0,61%, aos 117.219,95 pontos. O volume financeiro do dia somou R$ 27,4 bilhões.

Recuperando perdas recentes, #VALE3 (+3,29%, a R$ 66,58) se destacou entre as maiores altas do Ibovespa nesta 3ªF, movimento influenciado pelas notícias de estímulos do governo chinês ao setor imobiliário. Acionista da mineradora, #BRAP4 (+2,11%, a R$ 22,31) também apareceu na lista. Petrolíferas acompanharam a alta do petróleo: #PRIO3 registrou +3,06%, a R$ 40,70, e #RRRP3, +1,26%, a R$ 32,03.

Por outro lado, #PETR3 caiu 0,78% (R$ 32,87) e #PETR4 perdeu 1,35% (R$ 29,15), um dia após a estatal anunciar que iniciou o processo de due diligence para eventual tag along na venda de ativos da Novonor na Braskem.

A maior valorização do dia foi da #IRBR3 (+4,41%; R$ 53,53). Na ponta oposta, #GOLL4 recuou 5,88%, a R$ 11,05, depois de o Goldman Sachs ter rebaixado a recomendação da empresa de compra para neutro. Em seguida, #BEEF3 teve baixa de 3,93% (R$ 9,78) e #CASH3 cedeu 3,37% (R$ 7,46).

Os principais bancos também fecharam no vermelho: #ITUB4 (-1,76%; R$ 28,44), #BBAS3 (-1,43%; R$ 48,34), #BBDC3 (-0,90%; R$ 14,38) e #SANB11 (-0,77%; R$ 29,50). Com leve alta de 0,06%, a R$ 16,30, #BBDC4 foi exceção na tendência negativa de seus pares. (Igor Giannasi)

Veja Também