Ibovespa

Ibovespa segura os 126 mil mesmo sem commodities; Cemig é volátil, Bradesco puxa bancos

Atualizado 23/11/2023 às 11:03:09

https://www.bomdiamercado.com.br/wp-content/uploads/2023/11/logo-lite-post.png

[23/11/23] Da Redação do Bom Dia Mercado

Sem Nova York, sem apoio de commodities e com previsão de baixo volume, o Ibovespa recuperou os 126 mil pontos perdidos na mínima (125.763,78) com maioria de bancos em alta, seguindo o salto do Bradesco após anunciar troca de CEO, e o viés comprador para papéis de menor liquidez tentando compensar as quedas de Petrobras e Vale.

Há pouco, o Ibovespa andava de lado (+0,02%, 126.051,20).

Destaque no noticiário corporativo, Cemig subiu na abertura como oportunidade de compra, depois de cair quase 10% na véspera, mas já é listada entre as maiores baixas — investidores avaliam qual a chance real de federalização da estatal mineira.

O petróleo segue em baixa, com o Brent para janeiro abaixo de US$ 81. Entre as metálicas, Usiminas e Gerdau (esta de virada) sobem; o minério de ferro caiu hoje, após nova rodada de alertas da China contra especulação com os preços. (BDM Online + agências)

Veja os principais papéis:

Blue chips

  • Vale (VALE3) -0,91% (R$ 74,17)
  • Petrobras PN (PETR4) -0,82% (R$ 34,87)
  • Bradesco PN (BBDC4) +2,92% (R$ 16,19)
  • Itaú (ITUB4) -0,03% (R$ 30,89)

Maiores altas

  • IRB (IRBR3) +4,34% (R$ 48,83)
  • Bradesco PN (BBDC4) +3,05% (R$ 16,21)
  • Bradesco ON (BBDC3) +2,80% (R$ 14,331)
  • Assaí (ASAI3) +2,54% (R$ 13,30)
  • Cogna (COGN3) +2,35% (R$ 3,05)

Maiores baixas

  • Alpargatas (ALPA4) -2,23% (R$ 9,21)
  • CSN Mineração (CMIN3) -1,70% (R$ 6,92)
  • Cemig (CMIG4) -1,15% (R$ 11,22)
  • Totvs (TOTS3) -0,99% (R$ 33,06)
  • Ultrapar (UGPA4) -0,82% (R$ 24,33)

Veja Também