Giro dos Mercados

Ibovespa segura os 119 mil pontos com cenário doméstico e busca de recuperação no exterior

Atualizado 15/06/2023 às 16:58:10

Depois de vacilar na abertura, realizando lucro após na véspera atingir no fechamento a marca dos 119 mil pontos, o Ibovespa tomou fôlego e passou a subir. O índice ganhava há pouco 0,34% (119.478,07), impulsionado especialmente por Petrobras e BB.

O noticiário doméstico ajuda, em meio à tramitação do arcabouço fiscal e a elevação de rating do País pela agência S&P. No exterior, os principais índices americanos e europeus avançam com a percepção de que os ciclos de aperto estão mais perto do fim, apesar das sinalizações do Fed, ontem, e do BCE, hoje, sobre novos aumentos de juros este ano, a depender dos dados (Dow +0,80%; S&P +0,53% e Nasdaq +0,38%).

No câmbio, o dólar devolveu alta ante pares com o euro virando a US$ 1,09084 (+0,71%) após a elevação das taxas na zona do euro, com presidente Christine Lagarde descrevendo uma nova alta em julho como “muito provável”. O DXY cai 0,57% (102,359). Aqui, a moeda sobe a R$ 4,8173 (+0,22%), depois de oscilar entre R$ 4,8446 e R$ 4,8072.

Os juros futuros recuam em toda a curva em dia de leilão do Tesouro e de retornos dos Treasuries em queda. (Ana Katia)

Veja Também