Ibovespa

Ibovespa segue cautela em NY após Copom e fala de Powell

Atualizado 22/06/2023 às 11:01:13

O aperto nos juros pelos BCs europeus, especialmente o do BoE, não ajudam o clima já bastante afetado pelas declarações do presidente do Fed, Jerome Powell ontem à Câmara norte-americana, que foi mais hawkish do que o esperado. Por aqui, os ânimos não estão diferentes.

Embora a Selic tenha sido mantida em 13,75% ao ano, dentro das expectativas, o comunicado não apresentou, de forma explícita, um horizonte para o início da queda dos juros, mantendo um tom duro ao avaliar o processo de desinflação no país.  A medida foi criticada pelo presidente Lula, que está em viagem oficial à Itália. Segundo ele, o presidente do BC, Roberto Campos Neto, “joga contra a economia brasileira”.

Na seara política, o Senado aprovou, na noite de ontem, o texto do novo arcabouço fiscal, que deve voltar para a Câmara após sofrer algumas mudanças. O índice cai aos 118.749,50 pontos (-1,39%) e em NY, Dow cai -0,03%, o S&P -0,04% e Nasdaq +0,11%. Ontem, o presidente do Fed disse que mais aumentos de juros poderão ocorrer para combater a inflação, contrariando as expectativas dos investidores, que esperavam uma sinalização de que o ciclo de aperto estivesse chegando ao fim.

Powell fala hoje ao Senado dos EUA, além de outros integrantes da autoridade monetária. Nesta manhã, o Departamento do Trabalho mostrou que os pedidos de auxílio-desemprego até 17 de junho ficam em 264 mil, um pouco acima dos 260 mil previstos. (Priscila Arone)

Veja Também