Ibovespa

Ibovespa retoma os 119 mil pontos; Cyrela e ações de commodities puxam ganhos

Atualizado 13/07/2023 às 17:35:03

O Ibovespa seguiu o otimismo no exterior com o dado de inflação ao produtor (PPI) nos EUA e retornou aos 119 mil pontos, ao fechar com alta de 1,36%, aos 119.263,89 pontos. O volume financeiro somou R$ 20,7 bilhões.

#CYRE3 (+8,69%, a R$ 22,51) liderou a lista de maiores altas do Ibovespa desde a abertura do pregão, impulsionada por sua prévia operacional divulgada ontem à noite, que apontou crescimento de 51% no VGV de lançamentos no 2TRI sobre o 2TRI22.

As altas do minério de ferro e do petróleo, além da expectativa de que a China anuncie novos estímulos econômicos, deram suporte às produtoras de commodities: #USIM5 (+4,49%, a R$ 7,68), #RRRP3 (+4,17%, a R$ 32,95), #CSNA3 (+3,26%, a R$ 12,97) e PRIO3 (+3,23%, a R$ 42,89).

As blue chips também seguiram na mesma toada: #VALE3 ganhou 2,33% (R$ 68,61), #PETR4 subiu 1,58% (R$ 29,63) e #PETR3 teve alta de 1,46% (R$ 33,25). #JBSS3 (+2,77%, a R$ 19,32) deu sequência aos ganhos de ontem, quando anunciou planos de dupla listagem em NY.

Entre os grandes bancos, a sessão também foi positiva. #ITUB4 subiu 1,10% (R$ 28,58), #BBDC4 teve alta de 2,48% (R$ 16,55) e #BBAS3 avançou 0,95%, a R$ 48,01.

A lista de maiores baixas trouxe algumas varejistas, como #PETZ3 (-5,12%, a R$ 6,49), #CRFB3 (-3,14%, a R$ 11,11), ASAI3 (-2,26%, a R$ 13,00) e SOMA3 (-2,23%, a R$ 10,95). #GOLL4 (-3,21%, a R$ 10,55) devolveu parte dos ganhos recentes. (Ana Conceição e Téo Takar)

Veja Também