Ibovespa

Ibovespa perde os 128 mil com commodities e NY fracos; Gol cai mais 35%

Atualizado 30/01/2024 às 14:46:24

O Ibovespa devolveu os 128 mil pontos (-0,52%, R$ 127.831,37 pontos) e renovou mínimas em série até 127.736,26, com quedas de Vale, Petrobras e de seus respectivos blocos, que seguem a baixa das commodities. Bancos faziam contraponto, mas a maioria dos papéis cai. Na véspera da Superquarta, antes do primeiro dado de emprego da semana (o relatório Jolts, ao meio-dia) e dos balanços de Microsoft e Alphabet, o pré-mercado está cauteloso (Dow Jones -0,21%, S&P 500 -0,22%, Nasdaq -0,29%). A derrocada da Gol prossegue: em seu último dia de negociação no Ibovespa, o papel entrou no primeiro leilão quando caía mais de 20% e está paralisada de novo após perder mais de 35%. Azul chegou a figurar entre as cinco maiores quedas na abertura. Noticiário corporativo põe Energisa e SLC Agrícola entre as maiores altas, com Magalu no topo de novo, surfando no aumento de capital. (BDM Online + agências)

Blue chips

  •  Vale (VALE3) -0,88% (R$ 68,56)
  •  Petrobras PN (PETR4) -0,79% (R$ 40,25)
  •  Itaú (ITUB4) +0,06% (R$ 32,66)

    Maiores altas
  •  Magalu (MGLU3) +2,42% (R$ 2,12)
  •  SLC Agrícola (SLCE3) +0,84% (R$ 19,11)
  •  Sabesp (SBSP3) +0,71% (R$ 78,14)

Maiores baixas

  •  Gol (GOLL4) -35,88% (R$ 2,52)
  •  Petz (PETZ3) -5,03% (R$ 3,22)
  •  MRVE (MRVE3) -2,64% (R$ 19,04)

Veja Também