Ibovespa

Ibovespa oscila com commodities instáveis e exterior cauteloso de olho em fórum do BCE

Atualizado 28/06/2023 às 11:20:00

Em dia de agenda local enxuta, as atenções se voltam para os discursos de presidentes de importantes bancos centrais (Fed, BCE, BoE e BoJ) durante Fórum do BCE, que acontece em Portugal. O Ibovespa oscila, recuando agora 0,18%, aos 117.315,70 pontos, com ações ligadas a commodities sem direção definida, enquanto em NY, os índices caem (Dow Jones: -0,38%; Nasdaq: -0,13% e S&P 500: -0,31).

Dados fortes da economia norte-americana aliviaram temores de uma possível recessão, mas o fato de o lucro industrial da China registrar queda pelo terceiro mês seguido e de o governo Biden considerar uma nova rodada de restrições à exportação de chips de inteligência artificial adicionam incertezas ao cenário.

Os bancos seguem a tendência da véspera e caem em bloco: Bradesco ON (#BBDC3) cai 1,03% (R$ 14,35); Bradesco PN (#BBDC4) -1,04% (R$ 16,20); Banco do Brasil (#BBAS3) perde 0,54% (R$ 49,93); Itaú (#ITUB4) -0,14% (R$ 28,27) e Santander (#SANB11) cede 0,10% (R$ 30,54). Embraer (#EMBR3) lidera as altas do Ibovespa, subindo 2,47% (R$ 17,86), após relatório do BTG reiterar recomendação de compra para a companhia, afirmando que continua otimista de que a fabricante de aeronaves vai cumprir seu guidance para o final deste ano. Já Vale (#VALE3) lidera as baixas. (Priscila Arone)

Veja Também