Giro dos Mercados

Ibovespa cede com desaceleração chinesa e commodities em queda em sessão de agenda esvaziada

Atualizado 10/07/2023 às 12:00:01

Sem apoio de ações de peso, que reagem à queda do petróleo e minério, o Ibovespa devolve parte dos ganhos recentes, na contramão de NY. O índice perdia há pouco 0,28% (118.570,22), enquanto em Wall Street as bolsas reagem após abertura em queda (Dow +0,43%; S&P +0,08%; Nasdaq -0,04%).

No câmbio, o dólar é misto ante pares e emergentes, com o DXY em +0,01% (102,280). Aqui, a moeda sobe a R$ 4,8759 (+0,21%), puxando os juros futuros, que se ajustam em alta em direção oposta à dos rendimentos dos Treasuries. Há expectativa por estímulos chineses, após indicadores de inflação do país sinalizarem desaceleração da economia.

O início da semana é de movimentos cautelosos antes do CPI dos EUA , falas de membros do Fed além do início da temporada de balanços dos EUA, em meio a um coro crescente de estrategistas dizendo que esta temporada não será capaz de alimentar novos ganhos.

No cenário doméstico, amanhã sai o IPCA de junho, que deve ter deflação de 0,10% (mediana), de +0,23% em maio, puxada por alimentos, automóveis e combustíveis .

Mais cedo o Focus revisou para baixo a projeção de inflação do ano (de 4,98% para 4,95%), mantendo as estimativas dos próximos e para a Selic, cuja previsão de 2026 foi a única a subir, de 8,63% para 8,75%. (Ana Katia)

Veja Também