Ibovespa

Ibovespa cai pressionado por commodities um dia antes da decisão do Copom

Atualizado 01/08/2023 às 11:02:15

O Ibovespa inicia agosto em queda, seguindo o exterior, na véspera do anúncio da decisão de política monetária pelo Copom, para a qual se espera o início do afrouxamento. O índice recuava há pouco 0,45%, aos 121.396,82 pontos, pressionado pelo recuo das ações ligadas a commodities.

Investidores também observam as movimentações políticas com o retorno das atividades no Congresso após o recesso de meio de ano. Antes da abertura, o IBGE divulgou que a produção industrial de junho teve alta de 0,1% (de +0,3% em maio). Já a S&P Global calculou que o PMI industrial do Brasil em julho subiu a 47,8, de 46,6.

Nova York opera sem direção definida, com o Dow Jones subindo 0,24%, Nasdaq em queda de 0,55% e o S&P500 -0,20% antes do relatório Jolts de abertura de postos de trabalho em junho.

Na B3, as ações do setor bancário caem em bloco: Bradesco ON (#BBDC3) registra perda de 1,28% (R$ 14,66); Bradesco PN (#BBDC4) -1,14% (R$ 16,47); Banco do Brasil (#BBAS3) cai 0,98% (R$ 47,72); Itaú (#ITUB4) -1,05% (R$ 28,32) e Santander (#SANB11) -0,46% (R$ 28,43).

Liderando as altas do índice, Copel (#CPLE6) avança 2,99% (R$ 8,61). Na ponta oposta, Sabesp (#SBSP3) registra o pior desempenho do Ibovespa, depois de ter divulgado, ontem, a definição de seus modelo de privatização. Papel cai 3,61% (R$ 56). (Priscila Arone)

Veja Também