Mercados

Ibovespa avança com petroleiras, mas NY limita após payroll descartar cortes de juros em março

Atualizado 08/12/2023 às 11:55:55

O Ibovespa volta a subir firme, aos 126.775,88 pontos (+0,61%) com petroleiras, mas é limitado pela reação cautelosa de NY após o payroll (Dow +0,18%; S&P +0,07% e Nasdaq -0,05%). O mercado de trabalho americano, ajudado pelo fim da greve do setor automotivo, voltou a mostrar sua força em novembro, com taxa de desemprego de 3,7%, abaixo de todas as estimativas, e salários (+0,4%) no maior avanço mensal do ano.

Os dados contrariaram as expectativas de início dos cortes de taxas em março e o ritmo de contratações mais suave do ADP. Depois de Jerome Powell repetidamente reiterar cautela e manter a opção de apertar novamente, os mercados agora esperam que as autoridades mantenham os custos dos empréstimos no nível mais alto em duas décadas na próxima 4ªF, e que comecem a cortar em maio (48,7% no CME).

Os rendimentos do Tesouro sobem mais e, aqui, os juros futuros seguem alinhados. O dólar também avança, a R$ 4,9159 (+0,14%) e o DXY vai aos 104,043 pontos (+0,48%). O foco muda para os números da inflação, na próxima 3ªF, com potencial de renovar a chance de empurrar o BC para cortes antecipado nas taxas. (Ana Katia)

Veja Também