Giro dos Mercados

Ibovespa avança com NY após medidas de inflação americana esfriarem

Atualizado 30/06/2023 às 11:55:53

O Ibovespa voltou aos 119 mil pontos na máxima, avançando há pouco 0,35% (118.793,83), perdendo um pouco da força com Petrobras e Vale. Apoio importante vem de NY (Dow +0,59%; S&P +1,00% e Nasdaq +1,41%), após inflação de maio esfriar, o que deve ser considerado pelo Fed em julho na decisão de política monetária.

O presidente do BC Jerome Powell disse que mais aumentos de taxas são prováveis no ano, já que o Fed trabalha para reduzir a inflação ainda acima do dobro da meta de 2%. Os investidores descartam uma recessão, mesmo com o BC continuando sua trajetória agressiva de aperto.

Ações da Apple sobem 1,55%, a US$ 192,51. Se ficarem acima de US$ 190,73 até o fechamento, isso fará da empresa a primeira do clube de US$ 3 trilhões.

Aqui, a adoção pelo CMN da meta contínua, mantida em 3%, já era esperada. O dólar cede a R$ 4,8278 (-0,40%), alinhado ao exterior em dia de disputa da Ptax de junho.

Os juros futuros aprofundaram a queda, com a moeda e os rendimentos dos Treasuries em baixa após o PCE, com o DXY cedendo 0,44% (102,883). (Ana Katia)

Veja Também