Ásia

Hong Kong salta 4% com promessa de Pequim de apoiar setor imobiliário; minério de ferro avança

Atualizado 25/07/2023 às 07:14:00

A sessão asiática foi marcada pelo rali das bolsas na China continental e em Hong Kong, após sinais há muito aguardados de que o governo de Pequim vai apoiar mais agressivamente a recuperação da segunda maior economia do mundo.

Hong Kong liderou os ganhos, subindo mais de 4%, com a mensagem do Politburo de que haverá “ajuste e otimização de políticas” para amparar o endividado setor imobiliário chinês. Desde a semana passada, com sinais de que grupos como o gigante Dalian Wanda poderiam seguir o colapso da Evergrande em 2021, esses papéis pressionavam as bolsas. O minério de ferro subiu 1,36% em Dalian.

Tóquio foi exceção de baixa, sem apetite por risco na véspera da decisão de juros do Federal Reserve, amanhã, e do próprio Banco do Japão, na sexta. Confira o fechamento dos índices:
(Lucia Boldrini + agências)

▪️ Tóquio — Nikkei: -0,06%
▪️ Hong Kong — Hang Seng: +4,10%
▪️ Taiwan — Taiex: +0,97%
▪️ Coreia — Kospi: +0,30%
▪️ China — Xangai: +2,13%
▪️ China — Shenzhen: +2,19%

Veja Também