Economia

Haddad fala de pragmatismo e ambição política na abertura de evento do G-20, em Brasília

Atualizado 14/12/2023 às 10:23:05

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, abriu hoje o evento Trilha Financeira, do G-20. Ele afirmou que a agenda do grupo das 20 maiores economias do mundo é ambiciosa e lembrou que os representantes desses países têm um longo caminho até a reunião de cúpula, marcada para novembro do ano que vem. Haddad destacou o trabalho das gestões anteriores do grupo e afirmou que o pragmatismo e a ambição polícia devem ser a “marca registrada” da presidência do Brasil.

“A luta conta a fome e a desigualdade, desenvolvimento sustentável e transição energética, e a reforma da governança global: essa é a agenda que o Brasil gostaria de avançar no G-20. Sabemos que é uma agenda ambiciosa e também sabemos que fazê-la avançar em circunstâncias desafiadoras não será fácil”, declarou, no Palácio do Itamaraty.

image 5
Haddad fala de pragmatismo e ambição política na abertura de evento do G-20, em Brasília 2

Mais uma vez, Haddad citou a catástrofe ambiental e o aumento da fragmentação geopolítica mundial, que compõem o que chamou de “policrise”, lembrando também da desigualdade global e de renda. Para o ministro, as condições financeiras e monetárias estão mais restritivas e o aumento da dívida é uma preocupação geral e são desafios para os quais os bancos multilaterais e organizações internacionais não estão bem equipados para enfrentar.

Veja Também