Nova York

Futuros de NY cedem com Fed agressivo, China e potencial paralisação do governo americano

Atualizado 25/09/2023 às 09:01:08

Os futuros de NY são negociados em queda (Dow -0,17%; S&P -0,22% e Nasdaq -0,30%), sentindo a pressão do Fed agressivo, enquanto uma potencial paralisação do governo dos EUA se aproxima. Além disso, ações imobiliárias chinesas registram a maior queda em nove meses, em meio a preocupações com o Evergrande Group se somando a novos sinais de stress em toda a indústria.

Pesa fortemente a indicação do BC de que as taxas de juro permanecerão elevadas por mais tempo. O altamente endividado setor tecnológico foi o mais atingido, com o Nasdaq a caminho de cair 5,9% este mês, o que pode ser a maior perda mensal desde dezembro. Vários Fed boys falam esta semana, começando pelo presidente do Fed de Minneapolis, Neel Kashkari hoje. Também atrapalha o impasse orçamental em curso.

No fim de semana, Democratas e Republicanos alertaram que há possibilidade de um acordo não ser alcançado. O confronto em Washington ocorre apenas alguns meses depois da batalha sobre o limite da dívida dos EUA. (Ana Katia + agências)

Veja Também