Nova York

Futuros de NY cedem após Fitch rebaixar classificação de crédito dos EUA

Atualizado 02/08/2023 às 08:47:01

Os futuros de NY caem (Dow -0,29%; S&P -0,47% e Nasdaq -0,71%), com investidores tentando avaliar o impacto da decisão da Fitch, que rebaixou sua classificação de crédito nos EUA, para AA+ do nível mais alto de AAA, sinalizando preocupações sobre a capacidade de Washington de resolver questões fiscais urgentes após um tenso impasse no limite de dívida no início deste ano.

O rebaixamento é o primeiro de uma grande agência de classificação em mais de uma década e aponta para temores em relação à estabilidade do mercado global de US$ 25 trilhões do Tesouro.

Os títulos costumam ser vistos como porto seguro respaldado pela confiança de que os EUA pagarão suas obrigações, e essa fé ajudou a sustentar a dívida como referência para ações e outros títulos. Embora não se espere que a decisão altere logo esse papel, ela levanta questões sobre a reputação de confiabilidade do país.

Em comunicado ontem, a empresa argumentou que houve “deterioração constante nos padrões de governança nos últimos 20 anos, inclusive em questões fiscais e de dívida”. A Fitch também previu que o déficit do governo geral subirá para 6,3% do PIB em 2023, acima dos 3,7% em 2022, “refletindo receitas federais mais fracas, novas iniciativas de gastos e uma carga de juros mais alta”.

A secretária do Tesouro, Janet Yellen, disse que o rebaixamento era “arbitrário e baseado em dados desatualizados”. (Ana Katia + agências)

Veja Também