Europa

Europa devolve ganhos da véspera, pesando indicadores mistos antes da inflação alemã

Atualizado 28/07/2023 às 07:28:19

As principais bolsas europeias devolvem parte dos ganhos da sessão da véspera, a melhor desde fevereiro após as decisões do Fed e do BCE e com PIB dos EUA afastando riscos de recessão. Investidores digerem a estagnação do PIB alemão do 2TRI, frustrando projeção de alta de 0,1%, e um recuo mais forte do que se previa no sentimento econômico da zona do euro em julho.

Ao mesmo tempo, a desaceleração da inflação anualizada na França (de 4,5% em junho para 4,3% em julho) parece reforçar a possibilidade de pausa das altas de juros do BCE em setembro. O dado mais aguardado vem às 9h, com a divulgação do CPI de julho da Alemanha; o consenso indica desaceleração a 6,2% no ano, após o susto dos 6,4% em junho.

A temporada de balanços segue a todo vapor, com resultados de Air France-KLM (-3,54%), Basf (+2,34%), BBVA (+2,70%), Sanofi (-3,06%) e Astrazeneca (+3,89%), entre outros. O pré-mercado de Nova York avança após balanço positivo da Intel (+7,09%), antes da inflação pelo PCE de junho (9h30); dólar DXY é estável, e o petróleo recua levemente. Confira os índices às 7h18:
(Lucia Boldrini + agências)

▪️ Londres — FTSE100: +0,14%
▪️ Frankfurt — DAX: -0,06%
▪️ Paris — CAC 40: -0,32%
▪️ Madrid — Ibex 35: +0,13%
▪️ Europa — Stoxx 600: -0,28%

Veja Também