Europa

Europa avança antes do CPI dos EUA; risco inflacionário assombra o Reino Unido

Atualizado 11/07/2023 às 07:18:48

Os principais mercados europeus operam majoritariamente em alta e ganharam fôlego na última meia hora, antes da divulgação da inflação ao consumidor dos EUA em junho (9h30), que pode confirmar que o fim do ciclo de elevação de juros nos EUA.

Há otimismo com os estímulos anunciados na China para o setor imobiliário, mas a bolsa de Londres recua após a divulgação de que os salários subiram 7,3% na base anual no trimestre encerrado em maio, mantendo o ritmo acelerado do mês anterior, apesar de inesperada alta na taxa de desemprego, de 3,8% para 4% no trimestre encerrado em abril. No setor privado, a alta foi de 7,7%, nova indicação de que mais altas de juros serão necessárias para domar o núcleo da inflação britânica.

Na Alemanha, a inflação de junho acelerou na margem (+0,3%, de -0,1% em maio) e na base anual (para 6,4%, de 6,1%), mas ficou no consenso. O índice alemão Zew de expectativas econômicas em julho piorou além do projetado, para -14,7 pontos, de -8,5 em junho. Confira os índices às 7h18:
(Lucia Boldrini + agências)

▪️ Londres — FTSE100: -0,11%
▪️ Frankfurt — DAX: +0,43%
▪️ Paris — CAC 40: +0,89%
▪️ Madrid — Ibex 35: +0,34%
▪️ Europa — Stoxx 600: +0,48%

Veja Também