Câmbio

Em cautela pré-feriado e pré-CPI dos EUA, dólar e juros cedem alinhados ao exterior

Atualizado 14/11/2023 às 09:37:40

[14/11/23] Da Redação do Bom Dia Mercado

Os mercados aguardam cautelosamente para logo mais os dados de inflação que podem determinar a trajetória da política monetária dos EUA. O DXY opera de lado a 105,532 pontos (-0,09%), misto ante pares, com a libra (+0,18%) reagindo aos dados de emprego no Reino Unido.

Aqui, a moeda cede a R$ 4,9009 (-0,14%), em linha com emergentes. O CPI deve impulsionar o sentimento antes da reunião de dezembro do Fed, em meio a falas de vários Fed boys, incluindo Jerome Powell, de que a inflação rígida poderia fazer com que o BC subisse ainda mais as taxas. Sinais de que os preços se mostram mais difíceis de cair aumentarão as apostas em mais aperto, o que é um bom presságio para o dólar.

Os rendimentos dos Treasuries cedem e, aqui, os juros futuros acompanham às vésperas do feriado de 15/11. As emendas do PT à LDO não fizeram qualquer barulho já que a avaliação é que foram feitas para marcar posição e a expectativa é que não prosperarão. Parte do mercado acha que Lula vai acatar pedido de Haddad de esperar até março.

Ontem à noite o Tesouro confirmou a emissão de US$ 2 bilhões em sua primeira operação com títulos sustentáveis em dólares no mercado internacional, com o menor spread em quase uma década e demanda superando o volume emitido. (Ana Katia)

Veja Também