Câmbio

Dólar volta para R$ 4,86 com aprovação da reforma tributária e queda da moeda no exterior

Atualizado 07/07/2023 às 17:22:58

O dólar interrompeu sequência de quatro altas seguidas e devolveu nesta 6ªF boa parte da alta de 2,9% acumulada na semana até ontem. O câmbio doméstico acompanhou o tombo da moeda frente aos pares no exterior e também reagiu ao otimismo que contagiou os investidores com a aprovação da reforma tributária na Câmara.

Lá fora, o payroll foi expressivo, mas veio levemente abaixo do esperado, afastando o susto dado ontem pelo ADP, que destoou totalmente das expectativas. O mercado corrigiu o rumo, confirmando a aposta de alta de 25 pb nos juros pelo Fed em julho, mas revendo para baixo a possibilidade de mais aperto até o fim do ano.

Aqui, o clima foi de alívio em todos os ativos, com a vitória histórica do governo ao aprovar a reforma tributária. Já no fim da sessão, a Câmara também aprovou o projeto do voto de qualidade do Carf. Já o arcabouço ficará mesmo para agosto, visto que a Câmara entrará em recesso branco a partir da semana que vem.

O dólar à vista fechoua em baixa de 1,30%, a R$ 4,8659, após oscilar entre R$ 4,8485 e R$ 4,9357. Na semana, a moeda subiu 1,59%. Às 17h17, o dólar futuro para agosto caía 1,10%, para R$ 4,8875. Lá fora, o DXY recuava 0,87%, para 102,277 pontos. O euro subia 0,73%, para US$ 1,0968. E a libra ganhava 0,76%, para US$ 1,2835. (Téo Takar)

Veja Também