Câmbio

Dólar segue exterior e encerra semestre abaixo dos R$ 4,80 com alívio na inflação dos EUA

Atualizado 30/06/2023 às 17:13:03

O dólar ensaiou alta pela manhã com a disputa pela ptax de junho, mas passou a cair firme durante a tarde, acompanhando o recuo da moeda no exterior e fechou o semestre abaixo da linha dos R$ 4,80. Lá fora, a desaceleração do PCE, dado de inflação preferido do Fed, levou o mercado a apostar em um fim próximo para o ciclo de aperto monetário nos EUA, o que empurrou os juros dos Treasuries para baixo e fez o dólar perder terreno frente aos pares.

Aqui, o mercado repercutiu a decisão do CMN e a nova redução no preço de gasolina da Petrobras, que reforçaram a expectativa de corte da Selic já em agosto e ajudaram a derrubar os juros futuros, tirando pressão do câmbio. O dólar à vista fechou em baixa de 1,19% nesta 6ªF, cotado a R$ 4,7896. Na semana, a moeda subiu 0,25%, mas acumulou baixas de 5,59% em junho e de 9,29% no 1º semestre. A taxa Ptax fechou em queda de 0,81%, a R$ 4,8192, com baixas de 5,43% em junho e de 7,64% no semestre.

Às 17h08, o dólar futuro para agosto caía 1,57%, para R$ 4,8130. Lá fora, o índice DXY perdia 0,43% no dia, para 102,901 pontos, acumulando baixas de 1,27% no mês e de 0,57% no semestre. O euro subia 0,42% no dia, a US$ 1,0910, com altas de 2,09% em junho e de 1,92% no semestre. A libra era cotada a US$ 1,2700, com altas de 0,71% no dia, 2,10% no mês e 4,99% no semestre. (Téo Takar)

Veja Também