Câmbio

Dólar fecha estável diante do real, mesmo com intervenção do BC

Atualizado 02/04/2024 às 17:12:03

https://www.bomdiamercado.com.br/wp-content/uploads/2024/01/dolar-grafico-mercado.jpg

O dólar à vista encerrou a sessão desta 3ªF praticamente estável frente ao real, mesmo após a 1ª intervenção do BC no mercado em mais de um ano, com injeção de US$ 1 bilhão em contratos de swap cambial.

O BC justificou a operação citando a “demanda por instrumentos cambiais resultantes dos efeitos do resgate de NTN-A3 (Nota do Tesouro Nacional, subsérie A3) em 15/4/2024”. Além do lote extra, o BC fez também a rolagem habitual de US$ 800 milhões em swap cambial, sem maior impacto nos negócios.

A estabilidade do câmbio por aqui destoou do comportamento do dólar lá fora, que perdeu terreno para os pares e também para divisas de emergentes, na esteira da valorização das commodities.

Na agenda de dados, o mercado monitorou o relatório Jolts, que trouxe criação de empregos forte (8,756 milhões), mas dentro do esperado (8,770 milhões), e as encomendas à indústria, que subiu 1,4% em fevereiro, revertendo queda de 3,6% em janeiro e acima da expectativa do mercado, de alta de 1,0%.

Novas declarações de membros do Fed mantiveram no ar a dúvida sobre os próximos passos da política monetária americana. Loretta Mester (Fed de Cleveland) repetiu que é preciso analisar mais dados para ter certeza sobre a trajetória de inflação. E Mary Daly (Fed San Francisco) afirmou que três cortes de juros este ano é um cenário-base razoável, mas não um compromisso.

O dólar à vista fechou em leve baixa de 0,02%, a R$ 5,0583, após oscilar entre R$ 5,0231 e R$ 5,0628. Às 17h07, o dólar futuro para maio subia 0,10%, a R$ 5,0730. O índice DXY caía 0,21%, para 104,794 pontos. O euro subia 0,22%, a US$ 1,0766. E a libra ganhava 0,20%, a US$ 1,2575.

(Téo Takar)

Veja Também