Giro dos Mercados

Dólar e juros cedem com expectativa de queda da inflação e da Selic

Atualizado 03/07/2023 às 09:46:36

Enquanto o dólar sobe ante pares (DXY +0,18%, 103,093) na abertura da semana do payroll e do feriado de 4 de julho, com os rendimentos dos Treasuries em alta no aguardo dos PMIs, logo mais, a moeda cai abaixo dos R$ 4,80 ante o real.

Com possível entrada de fluxo externo, há pouco cedia a R$ 4,7768 (-0,27%) e puxava os juros futuros, reagindo à expectativa de inflação menor e corte da Selic em agosto.

Mais cedo, a FGV apontou que o IPC-S teve deflação de 0,10% em junho, após +0,08% em maio. Na semana passada, o CMN decidiu manter a meta de 3% para a inflação, mudando o sistema para contínuo a partir de 2025, o que agradou o mercado.

Hoje, o Focus trouxe nova projeção de queda da inflação e da Selic. No ano, o IPCA passa a 4,98%, de 5,06%; em 2024, a 3,92%, de 3,98%; em 2025, 3,60%, de 3,80%. Já a Selic encerra 2023 em 12%, de 12,25%.

No radar da semana, a reforma tributária na pauta da Câmara. O pregão encerra mais cedo nos EUA por causa do feriado da Independência, que tira liquidez nas várias praças. O Ibovespa futuro sobe 0,91%, aos 120.600 pontos. (Ana Katia)

Veja Também