Economia

De olho em Haddad após veto às desonerações, dólar e juros seguem exterior em sessão de liquidez reduzida

Atualizado 24/11/2023 às 10:56:14

https://www.bomdiamercado.com.br/wp-content/uploads/2023/11/logo-lite-post.png

O dólar cede na abertura do pregão de agenda esvaziada e liquidez reduzida por negociações em NY encurtadas da Black Friday. Há pouco a moeda caía a R$ 4,9001 (-0,14%), enquanto o DXY perdia 0,15%, para 103,613, rumo ao seu desempenho mensal mais fraco em um ano. Os juros futuros, por sua vez, sobem de leve a partir de Jan/25, em linha com a alta dos rendimentos dos Treasuries. Coletiva do ministro da Fazenda, Fernando Haddad, é acompanhada com atenção no dia seguinte ao veto de Lula ao PL da desoneração da folha de pagamentos de 17 setores. No exterior, a aposta é de que as taxas de juros dos EUA atingiram o pico. A chance de início dos cortes das taxas em março caiu para menos de 25%, segundo o CME Group. (Ana Katia)

Veja Também