Sem categoria

Dado mais fraco de emprego nos EUA afasta risco de novas altas de juros e anima mercados

Atualizado 03/11/2023 às 19:10:02

[03/11/23] Da Redação do Bom Dia Mercado

As bolsas fecharam em forte alta aqui e em Nova York, depois que o “payroll”, o principal dado que mede a geração de empregos nos Estados Unidos, ter vindo abaixo do esperado, com 150 mil vagas criadas em outubro, em vez dos 180 mil estimados pelos economistas.

Os números mais fracos levaram os investidores a acreditarem que o Fed, o banco central americano, não subirá mais os juros, encerrando o atual ciclo de aperto monetário.

Houve uma corrida por ativos de risco, como ações, além de desmontagem de posições defensivas no câmbio, o que levou a uma forte queda do dólar. Frente ao real, o dólar à vista fechou em baixa de 1,54%, a R$ 4,8963.

Em Nova York, o Dow Jones subiu 0,66% (34.061,19 pontos); o S&P500 teve alta de 0,94% (4.358,31); e o Nasdaq avançou 1,38% (13.478,28). Na semana, os ganhos foram expressivos: Dow + 5,07%; S&P 500 +5,85%; e Nasdaq +6,61%.

Por aqui, a bolsa seguiu o bom humor externo e ignorou as preocupações sobre a meta fiscal de 2024, que deve ser alterada de zero para um déficit de 0,5% do PIB, segundo rumores que circularam na imprensa durante o feriado.

Praticamente todas as ações que compõem o Ibovespa fecharam em alta, com destaque para os ganhos dos setores de consumo e varejo. O índice subiu 2,70%, a 118.159,97 pontos. Na semana, o Ibovespa acumulou alta de 4,29%. (Ana Conceição e Téo Takar)

Veja Também