Ações

Cautela com China afasta Vale da máxima; CSN e CMIN caem, Gerdau lidera ganhos

Atualizado 14/12/2023 às 12:40:49

Fora do rali de ontem, quando fechou estável, o papel da Vale (VALE3 +1,10%, R$ 73,81) volta a acelerar, mas ainda longe do ganho inicial, quando fez máxima em R$ 74,26. Em Londres, a rival Rio Tinto avança 2,75%, e a líder Anglo American salta 6,48%. O desempenho do papel de maior peso no índice é a diferença entre os 130 mil e os 131 mil pontos no Ibovespa.

O minério de ferro não tem a força do petróleo, ante a expectativa negativa para os dados da China à noite, especialmente em produção industrial e investimentos no setor imobiliário, que derrubou a bolsa de Xangai. Gerdau, com sua forte exposição aos EUA, renova máximas (#GGBR4 +1,09%, R$ 23,24).

image 5
Cautela com China afasta Vale da máxima; CSN e CMIN caem, Gerdau lidera ganhos 2

CSN Mineração (-1,78%, R$ 7,17) está entre as maiores quedas da sessão, CSN (CSNA3 -0,46%, R$ 17,44) recua após atualizar novas projeções para Investor Day, e Usiminas (USIM5 +0,12%, R$ 8,60) está perto da estabilidade. (Lucia Boldrini + agências)

Veja Também