Câmbio

Busca de proteção eleva dólar em dia de PIB chinês e IBC-Br mais fracos que o esperado

Atualizado 17/07/2023 às 17:07:11

O PIB chinês abaixo do esperado (6,3% anualizados, contra expectativa de 6,9%) derrubou os preços das commodities e fez o investidor buscar proteção no dólar desde o início do dia.

Na parte da tarde, o dólar manteve a alta sobre as moedas emergentes, em especial de países exportadores, enquanto o índice DXY, que coteja a moeda ante seis pares, passou a cair levemente, com a melhora dos ativos de risco em NY.

Por aqui, a moeda chegou a tocar nos R$ 4,85 na máxima do dia, também pressionada pela queda maior do que esperada do IBC-Br de maio (-2% sobre abril, ante -0,1% esperado), que reforçou a demanda defensiva.

O dólar à vista fechou a sessão em alta de 0,25%, a R$ 4,8069, após oscilar entre R$ 4,7987 e R$ 4,8502. Às 17h04, o dólar futuro para agosto subia 0,34%, a R$ 4,8215.

Lá fora, o índice DXY operava em queda de 0,07%, aos 99,847 pontos. O euro tinha ganho de 0,09%, a US$ 1,1239. E a libra recuava 0,16%, para US$ 1,3072. (Ana Conceição)

Veja Também